UAI
Publicidade

Estado de Minas PREFEITO DE BH

Fuad sobre a Serra do Curral: 'O que querem fazer é uma monstruosidade'

Prefeito de Belo Horizonte afirma em vídeo que a Serra do Curral não pode ser destruída para atender a interesses econômicos


03/05/2022 18:16 - atualizado 03/05/2022 18:42

Prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, em vídeo publicado nas suas redes sociais
Prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman, em vídeo publicado nas suas redes sociais (foto: Instagram/Reprodução)
O prefeito de Belo Horizonte, Fuad Noman (PSD), anunciou em vídeo publicado no Instagram, nesta terça-feira (3/5), que entrou com um processo na Justiça Federal contra a decisão do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) em liberar a exploração de mineradora na Serra do Curral.



Para Fuad, o processo é uma “monstruosidade que estão querendo fazer na Serra do Curral, um patrimônio de Belo Horizonte”.

LEIA TAMBÉM: Serra do Curral: ativistas apontam autoritarismo em reunião do Copam

No vídeo, o prefeito afirma que a Serra não pode ser destruída para atender a interesses econômicos.

“A Serra do Curral é um patrimônio dos belo-horizontinos. Ela não pode ser destruída para atender aos interesses econômicos, prejudicando a saúde, água e a beleza de Belo Horizonte. Vou lutar com todas as armas para defender a cidade”, disse.

Confira:

O projeto de exploração da Serra do Curral prevê a instalação do Complexo Minerário Serra do Taquaril (CMST) em uma área equivalente a 1.200 campos de futebol, na região da fazenda Ana Cruz, próxima ao Pico Belo Horizonte.

Cartão-postal de Belo Horizonte, o local é um ponto de cobiça antigo das mineradoras. 


O processo de exploração tem duas etapas: na primeira, espera-se extrair 31 milhões de toneladas de minério ao longo de 13 anos. Enquanto a segunda consiste na lavra de 3 milhões de toneladas de itabirito friável rico, com dois anos de implantação e nove de operação. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade