UAI
Publicidade

Estado de Minas SUDOESTE DE MINAS

Mulher salva a filha de ataque de Pitbull; criança está internada

A embaladora Jerusa Bernardes abriu a boca do cachorro, que tinha fugido da casa de uma vizinha, e o segurou pelo pescoço para salvar a filha, em Passos


11/04/2022 15:36 - atualizado 11/04/2022 15:42

Menina com o rosto enfaixado
Menina atacada levou mais de setenta pontos no rosto e está traumatizada com o susto (foto: Redes sociais/Reprodução)

Jerusa Rita Cardoso Bernardes demonstrou a força que uma mãe tem para salvar um filho. No último sábado (9/04), no comecinho da noite, assim que chegou em casa depois do trabalho, suas quatro filhas chamaram-na para sentar em frente de casa, na Rua Peixe, Bairro Jardim Verde, em Passos, quando aconteceu a fatalidade. A filha de 7 anos de Jerusa saiu de perto da casa e foi atacada por um pitbull, momento em que ela conversava com um primo. Ela escutou os gritos da menina e correu para ver o que era. Embravecido, o animal atacava a filha dela.
 
Uma vizinha abiu a porta de casa e o animal fugiu. Mesmo com outras pessoas na rua, o cachorro foi direto na filha de Jerusa. “No momento, eu pensei: não, meu Deus, minha filha não, eu vou salvar ela, que ele me mate, mas ela não. Foi quando eu já abri a boca dele e depois eu já peguei ele pelo pescoço, foi quando eu consegui tirar minha filha e comecei a gritar por socorro. Porque eu já não tinha forças para segurar aquele cachorro. Foi quando eu pensei: Senhor, já não consigo, mais  vou ter que soltar, já não tenho mais força”, conta com a voz embargada pelo choro.
 
Neste momento, um rapaz que mora perto da casa tirou o cachorro. A embaladora diz que seu estado psicológico está muito abalado. “Eu estou até pensando em passar com um pisicólogo, porque eu não estou conseguindo dormir direito. Porque pra mim, que sou mãe, ver minha filha sendo atacada, eu poderia tê-la perdido, mas Deus me deu forças pra salvar minha filha”, conta.
 
A criança está internada com mais de 70 pontos no rosto, alguns nos pés e no pescoço. Gerusa se machucou na hora de segurar o cachorro e nem tinha percebido.

Ela passa bem do ponto de vista clínico. Segundo Jerusa, os médicos estudam dar alta médica para a pequena de 7 anos amanhã, se não houver nenhuma intercorrência.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade