UAI
Publicidade

Estado de Minas Estradas em tempo quente

Desvios exigem atenção nas estradas de Minas, com 100 pontos de interdição

Opções de passagem por Caratinga para acesso ao Vale do Aço e Realeza, em direção às praias capixabas, são as indicadas, segundo o Dnit


25/01/2022 04:00 - atualizado 25/01/2022 00:35



Diversas rodovias mineiras ainda estão sob impacto das fortes chuvas que atingiram todo o estado de Minas Gerais nas últimas semanas. As tempestades até deram trégua, mas ainda há 100 pontos de interdição total ou parcial, contabilizados ontem nas MGs e BRs que cortam todo o estado, segundo balanço feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Motoristas devem ficar atentos a rotas alternativas. Além das estradas que já se encontram interditadas, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) anunciou o fechamento do km 96 da BR-262, próximo à região de Abre Campo, devido às fortes chuvas na região. Os motoristas precisarão passar por desvios para chegar a Ipatinga, no Vale do Aço, ou a Vitória, no Espírito Santo (ES).
 
 
Trecho da BR-262 na região do Vale do Aço
Incluindo o trajeto interrompido na BR-262, Minas tem vias estaduais e federais com interdições totais e parciais (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press %u2013 22/12/21)
 
A sugestão dada pelo Dnit para veículos leves que seguirem no sentido Belo Horizonte ao Vale do Aço é alcançar Caratinga pela MG-329, para depois se dirigirem a Realeza pela BR-116 e, por fim, precorrer o trajeto de Realeza a Vitória pela BR-262.  Para quem vai ao Vale do Aço, a opção é seguir até Rio Casca pela BR-262 e depois seguir para Caratinga pela MG-329 até o trevo da BR-458 pela BR-116. Por fim, o caminho será concluído até Ipatinga pela BR-458.

No caso de veículos grandes, no sentido BH a Vitória, a opção é seguir até Juiz de Fora pela BR-040, e depois dirigir em direção a Leopoldina pela BR-267, chegando a Realeza pela BR-116. Por fim, o motorista deve retomar a BR-262 no sentido Vitória.

Pelo estado 

Segundo a PRF, 17 pontos estão totalmente interditados no estado e 85 contam com interdições parciais. Motoristas trafegando na BR-381, na altura de Nova Era, Região Central de Minas Gerais, também precisam adotar caminho alternativo. Desde sexta-feira, o trecho foi completamente interditado, após o asfalto estufar. De acordo com a PRF, a interdição ocorreu na altura do KM 321, devido ao desmoronamento da pista de rolamento.

Os desvios sugeridos podem ser acessados por Caratinga, pela BR-116, e a MG-329 até Rio Casca. Para caminhoneiros, a melhor rota é seguir na MG-758 até Belo Oriente e depois se dirigirem a Guanhães e Itabira. Para retornar, a alternativa é alcançar a BR-381, em São Gonçalo.

Ainda que as interdições e desvios provoquem transtornos aos motoristas, o Dnit afirma que está avaliando as soluções a serem adotadas: “O trabalho do DNIT em Minas Gerais ocorre de maneira ininterrupta, desde o final de dezembro de 2021, para restaurar a trafegabilidade das rodovias federais no estado impactadas pelas fortes chuvas que ocasionaram quedas de barreiras e processos erosivos”, informou o órgão em nota.

* Estagiário sob supervisão da subeditora Marta Vieira


enquanto isso...
...pm investigará agressão



O tapa desferido por um policial militar em um aluno durante treinamento no Batalhão Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), em Belo Horizonte, resultou no afastamento de 10 responsáveis pela coordenação e formação dos alunos, informou, ontem, o comando da Polícia Militar mineira. A corporação esclareceu que embora a agressão tenha ocorrido em outubro de 2021, só tomou conhecimento após a divulgação das imagens do fato ontem. Após a repercussão do vídeo que contém as imagens fortes da agressão, a porta-voz da PM, major Layla Brunnela, informou que foi determinada a instauração de um inquérito policial-militar para apurar o fato. Nas imagens da agressão, há diversos homens fardados e enfileirados. Num canto, uma pessoa é vista com uniforme da Rotam e um dos fardados se posiciona de frente para a fila e, então, ataca a face de um dos participantes da aula, que cai após o golpe.  Até a apuração ser concluída, novos cursos de procedimento não serão realizados.



Frente fria chega a Minas no sábado



O calor intenso que afeta Minas Gerais deve persistir até este sábado, quando é aguardada a chegada de massa de ar frio, que pode alterar as condições climáticas, inclusive na Região Metropolitana de Belo Horizonte, área castigada pelos temporais desde o fim do ano. Ao longo desta semana, a previsão é de muito sol e altas temperaturas em todas as regiões do estado, de acordo com o meteorologista Ruibram dos Reis, do Climatempo.

“Pelo menos até sábado teremos muito sol e muito calor no estado. Há uma massa de ar quente atuando em Minas desde o último dia 14, ainda com ventos descendentes, que acabam dificultando a formação de nuvens que possam provocar chuvas, principalmente nas regiões Leste, Norte, Nordeste e Zona da Mata. Os locais mais próximos do Oceano Atlântico estão menos susceptíveis às chuvas neste momento”, disse.

Ruibram dos Reis chama a atenção para três regiões mineiras que podem ter temporais entre as tardes e as noites desta semana.  “Uma probabilidade grande é que de nós tenhamos temporais. Poderão ocorrer chuvas fortes com raios e rajadas de vento e até mesmo ocorrência de granizo à tarde e à noite nas regiões Sul, Oeste e Triângulo. É possível que em todos os dias desta semana, até sábado, aconteça a formação de chuvas de forte intensidade nessas três regiões”, alertou.
 
 
Crianças na Barragem Santa Lúcia
Crianças se refrescam na Barragem Santa Lúcia, em BH, que tem nível baixo de água (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
 
Na Grande BH, a população terá que se virar com o forte calor, com altas temperaturas nos próximos dias. O Estado de Minas flagrou ontem crianças caminhando e se refrescando no meio da Barragem Santa Lúcia, que está com baixo nível de água. A reversão das temperaturas altas na capital e entorno só é esperada para este domingo.

Nos próximos dias, os termômetros deverão marcar entre 200C e 310C. “Essa é a tendência”, disse o meteorologista. As condições climáticas devem ser alteradas no fim de semana, com a chegada de frente fria, observa o meteorologista Ruibram dos Reis.

Ontem, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou alerta de perigo potencial para chuvas em 164 cidades mineiras, com volume de 20mm a 30mm por hora e até 50mm por dia, ventos intensos, entre 40km/h e 60km/h. O alerta amarelo é válido até a manhã de hoje.

O meteorologista Claudemir Azevedo, do Inmet, confirmou a previsão de mudança climática no fim de semana. “Para o último fim de semana de janeiro estão previstos queda de temperatura e aumento do volume de chuvas em Minas devido à passagem de uma frente fria no litoral do estado de São Paulo, que vai entrar pelo Sul de Minas no sábado.” Ele prevê chuva forte nos municípios da Serra da Mantiqueira, que fazem divisa com São Paulo e Rio de Janeiro. Já na Grande BH, as chuvas mais intensas devem ocorrer na primeira semana de fevereiro.
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade