UAI
Publicidade

Estado de Minas Vale do Aço

LIRAa aponta alto risco de infestação pelo mosquito da dengue em Ipatinga

O bairro que apresentou a maior incidência foi o Vila Celeste; prefeitura vai intensificar o combate aos criatórios do mosquito


12/01/2022 15:19 - atualizado 12/01/2022 15:25

funcionário da prefeitura inspeciona residência em Ipatinga
Município apresentou índice de 6,1% no primeiro levantamento do ano (foto: divulgação/PMI)

A Prefeitura de Ipatinga divulgou o primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti (LIRAa) do ano, realizado entre os dias 3 a 7 de janeiro, que apontou um alto risco de infestação do mosquito na cidade do Vale do Aço. 
 
O índice apontado foi de 6,1% e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, abaixo de 1% é o ideal (baixo risco de infestação), de 1% a 3,9% é considerado médio risco e acima de 4% é alto risco.
 
O LIRAa ajuda a mapear os locais com altos índices de infestação do mosquito e, consequentemente, alerta sobre os possíveis pontos de surto das arboviroses. Foram vistoriadas casas, lotes vagos e prédios públicos para identificar potenciais focos de larvas do Aedes aegypti.
 
“Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de depósito onde as larvas foram encontradas. O objetivo é que, com a realização do levantamento, nós tenhamos melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do vetor”, explicou Cléber de Faria, Secretário de Saúde. 
 
De acordo com a Secretaria de Saúde, uma série de medidas já estão em andamento. A primeira é a intensificação do combate aos criadouros do mosquito. As ações também estão sendo programadas para os bairros de maior incidência, além do reforço dos pulverizadores costais. 
 
Situação por área 
A vistoria revelou os bairros e regiões que apresentaram maiores índices de infestação: Vila Celeste é o bairro de maior incidência 10,3%, seguido do Caravelas e Jardim Panorama com 9%.
 
Bom Jardim, Ferroviários, Horto, área industrial, região próxima à Usipa: 8,9%; Imbaúbas, Bom Retiro, Bela Vista, Das Águas, Cariru, Castelo, Vila Ipanema, Centro, Novo Cruzeiro e Parque Ipanema, com 7,7%; Esperança e Ideal, com 6%, Limoeiro, Chácaras Madalena, Córrego Novo, Chácaras Oliveira e Barra Alegre com 5,8%, Veneza com 3,8%;  Granjas Vagalume e Bethânia 3,4%; Canaã 3,3% e Cidade Nobre e Iguaçu com 1,9%. 
 
Serviço
Mais informações, dúvidas e denúncias podem ser feitas junto ao Centro de Controle de Zoonoses de Ipatinga, pelos telefones (31) 3829-8383 ou 3829-8313.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade