UAI
Publicidade

Estado de Minas FLURONA

Juiz de Fora tem suspeita de primeira dupla infecção por COVID e Influenza

Ainda não há estudos científicos que confirmem as implicações clínicas ou imunológicas da infecção conjunta, aponta governo mineiro


04/01/2022 15:26 - atualizado 04/01/2022 15:50

Profissional da saúde aplica vacina no braço de morador
Informação foi divulgada pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde da prefeitura da cidade no fim da noite dessa segunda-feira (3/1) (foto: APF/Imagem ilustrativa)
Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, recebeu a primeira notificação sobre a possibilidade de dupla infecção por COVID-19 e Influenza. A informação foi divulgada pela Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde da prefeitura da cidade no fim da noite dessa segunda-feira (3/1).
 
A administração municipal, no entanto, não informou o sexo, a idade e o estado de saúde do paciente, mas ressaltou que a investigação do caso está em andamento.
 
O duplo contágio é popularmente conhecido como “flurona”. Trata-se de uma designação definida a partir dos termos “flu” (gripe, em inglês) e “rona” (de coronavírus).
 
Conforme a subsecretaria estadual de Vigilância e Atenção Primária à Saúde, ainda “não existem estudos científicos publicados que confirmem as implicações clínicas ou imunológicas da infecção conjunta”. A pasta também diz “que vai acompanhar qualquer ocorrência que venha a ser notificada no estado”.
 
Pelo menos quatro casos no Brasil
 
Um adolescente de 16 anos, do Rio de Janeiro, dois bebês de um ano e um adulto de 52 anos, em Fortaleza, no Ceará, são os primeiros casos de dupla infecção pela COVID-19 e Influenza no Brasil, conforme mostrou o Estado de Minas nessa segunda-feira (3/1).
 
Em Israel, o primeiro duplo contágio foi detectado em uma mulher grávida não vacinada, segundo o Ministério da Saúde israelense. A mulher recebeu alta em 30 de dezembro, após ser tratada com sintomas leves derivados dessa infecção dupla, informou o jornal Times of Israel.
 
Os casos de flurona foram identificados pela primeira vez nos Estados Unidos (EUA), durante o primeiro ano da pandemia de COVID-19.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade