UAI
Publicidade

Estado de Minas TRAGÉDIA

Hospital confirma morte de criança afogada em sítio em Alfenas

Menino de 2 anos foi encontrado desacordado em piscina; ele estava com a família no local e foi resgatado em estado grave


30/12/2021 12:10 - atualizado 30/12/2021 12:33

Fachada do Hospital Alzira Velano
Menino foi levado desacordado para o Hospital Alzira Velano (foto: Hospital Alzira Velano/divulgação)
A assessoria de imprensa do Hospital Alzira Velano confirmou, na manhã desta quinta-feira (30/12), a morte do menino de 2 anos que foi socorrido em estado grave após ter se afogado. A vítima estava com a família em um sítio em Alfenas, no Sul de Minas.
 
De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, o menino chegou ao local sem os sinais vitais. “Foram feitas mais de duas horas de massagens e manobras pra reanimá-lo”, afirma.
 
O caso aconteceu na manhã dessa quarta-feira (29/12) depois que o menino foi encontrado desacordado na piscina de um sítio em Alfenas. A vítima estava acompanhada da família. O Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados.
 
O trabalho em conjunto para reanimar a criança durou aproximadamente uma hora. Em seguida, a vítima foi levada em estado grave para o Hospital Alzira Velano, onde morreu.
 
O corpo da criança foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) da cidade e deve ser enterrado ainda nesta quinta-feira. A reportagem tentou falar com os familiares, mas até o momento não teve retorno.

Alerta

Segundo o Corpo de Bombeiro, janeiro é considerado o mês mais crítico do ano para acidentes de afogamento, seguido de dezembro. “No período, há um aumento médio de 30% na quantidade de fatalidades em comparação aos outros meses do ano”, afirma.
 
As estatísticas do Corpo de Bombeiros apontam que as 17 mortes nos três primeiros dias de 2021 representam mais da metade de todas as mortes ocorridas em janeiro do ano passado.
 
“Para evitar que o período de férias e de descanso com a família seja interrompido por uma tragédia ou por um acidente grave, é preciso seguir algumas dicas, que são extremamente simples.”

 
Socorro
 

Os militares orientam que ao avistar uma pessoa se afogando, o mais correto é buscar ajuda de um serviço de emergência. Caso a pessoa não tenha capacitação para realizar um salvamento, a orientação é que jamais o faça. No máximo ofereça um objeto flutuante para que a vítima possa se apoiar. Ao presenciar um afogamento, ligue, imediatamente para o 193.
 
Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, é preciso ter atenção às principais dicas de segurança em programas aquáticos:
- Nunca nade sozinho;
- Crianças só devem nadar sob supervisão de um adulto;
- Não entre na água após ingerir bebidas alcoólicas, pois o álcool afeta os sentidos dos banhistas;
- Não entre na água em locais que você não conheça. Antes disso, descubra características do local, como profundidade e força da correnteza;
- Nunca ultrapasse faixas e placas de avisos de perigo. Sempre fique atento à sinalização de segurança do local;
- Não entre na água após refeições pesadas por causa do risco de cãibras;
- Não salte de locais elevados para dentro da água e nem mergulhe de cabeça, pois a água pode esconder tocos de madeira, pedras e objetos pontiagudos;
- Evite brincadeiras de mau gosto, como: "caldos", "trotes" ou "saltos";
- Não se afaste da margem;
- Se começar a chover e relampejar, saia da água;
- Nunca nade perto de embarcações, por causa do risco de ser atingindo por elas;
- Em caso de afogamento, acione imediatamente o Corpo de Bombeiros Militar (193);
- Sempre procure nadar em locais onde há a presença do Corpo de Bombeiros Militar ou guarda-vidas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade