UAI
Publicidade

Estado de Minas FOFURICE

Animais afetados pelo desastre em Brumadinho ganham ensaio de Natal

A campanha tem como objetivo incentivar a adoção responsável dos cães e gatos resgatados após o rompimento da barragem em Brumadinho


21/12/2021 18:05 - atualizado 21/12/2021 18:54

Cão Caramelo, em ensaio de Natal feita pela Vale para incentivar a adoção dos animais afetados pelo desastre em Brumadinho
Caramelo é um dos animais atingidos pelo rompimento da barragem em Brumadinho que ainda está a espera de um novo lar (foto: Vale/Divulgação)

Natal é tempo de festa, quando toda a família se reúne e faz lindas fotos, não é mesmo? Para além das decorações, muitos lares até têm o hábito de fazer ensaios temáticos, daqueles bem clichês, típicos de filmes. Afinal, quem nunca imaginou a família toda usando o mesmo suéter de Natal em uma foto natalina? Nesta vibe de fim de ano, uma campanha da Vale entrou em ação, com um ensaio de Natal com cães e gatos resgatados do rompimento da barragem B1 em Brumadinho.


A campanha também tem o intuito de conscientizar sobre a importância da adoção responsável para que não haja risco de abandono, principalmente nesta época do ano, já que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que somente no Brasil haja mais de 30 milhões de animais abandonados, índice este que no período das festividades de fim de ano e férias aumenta em relação ao restante do ano.
 
Gato Beto, em ensaio de Natal feita pela Vale para incentivar a adoção dos animais afetados pelo desastre em Brumadinho
O gatinho Beto posou para as fotos de Natal já esperando um novo lar para as festas de fim de ano (foto: Vale/Divulgação)
 

Em clima natalino, então, os cães Caramelo, Roliço e Berlim e o gato Beto, alguns dos animais impactados pelo rompimento da barragem B1 em Brumadinho, encontrados em áreas de obras ou que estavam em situação de risco nas comunidades, participaram de um ensaio de Natal a fim de sensibilizar futuras novas famílias. E o resultado, segundo a Vale, foi só “fofura”.

“Os animais não se intimidaram diante das câmeras e mostraram muita fofura e descontração. Com isso, eles também nos lembram: cães e gatos são seres vivos sensíveis e jamais devem ser vistos como objetos, eles necessitam de atenção e cuidados. Por isso, adotar um animalzinho é uma atitude nobre, mas deve ser planejada e nunca feita por impulso”, diz nota da instituição.
 
Dos animais domésticos cuidados e tratados pela Vale na Fazenda Abrigo de Fauna, local onde desde o rompimento da barragem a Vale mantém uma estrutura para identificação, cuidado e abrigo de animais domésticos e silvestres das áreas atingidas, desde 2019, 371 (244 cães e 127 gatos) já foram adotados. Outros 270 (230 cães e 40 gatos) ainda esperam por um novo lar.
 
Cão Berlim, em ensaio de Natal feita pela Vale para incentivar a adoção dos animais afetados pelo desastre em Brumadinho
Berlim, um dos cãozinhos para adoção, não poupou "caras e bocas" nas fotos de Natal (foto: Vale/Divulgação)


Para Magda Castro, supervisora da Fazenda Abrigo de Fauna, com a queda preocupante no número de adoções, o ensaio fotográfico traz esperança para que, em breve, esses animais possam encontrar uma nova família. 

“No início da pandemia as adoções aumentaram, mas em períodos de fim de ano os números caem consideravelmente e encontramos uma quantidade ainda maior de animais abandonados. Os traumas de um abandono deixam várias cicatrizes na vida de um pet, muitas vezes é necessário a ajuda de um veterinário para reverter esse quadro. Para incentivar que estes animais encontrem um novo lar, pensamos em uma forma lúdica para despertar a curiosidade e o interesse pela adoção responsável. Durante as fotos, seguimos todos os protocolos sanitários recomendados pelas autoridades e órgãos ambientais”, diz. 

Novo lar

Henrique Portela e seu cãozinho, adotado, que também sofreu com os impactos do desastre em Brumadinho
A foto de Natal de Henrique Portela já está mais que completa (foto: Vale/Divulgação)
 

 
Dois animais já tiveram final feliz: o Ernesto e a Aurora. O primeiro cãozinho foi adotado recentemente, em setembro, pelo veterinário Henrique Portela, de 29 anos. Este será o primeiro natal do animalzinho junto da nova família, com direito a foto e muita alegria. “Em casa é uma festa, estamos felizes com a chegada do Ernesto. Ele trouxe muita alegria e diversão para o lar. Descartamos alguns convites de fim de ano para passarmos o Natal com ele. Não abrimos mão da família, o bom velhinho não esquece de ninguém”, brinca.
 
A também veterinária Elen Monteiro, de 30, também irá passar o Natal deste ano com uma nova companhia, a cadelinha Aurora, sua nova “filha de coração”. “Tenho a Aurora como uma filha, uma companheira para a Princesa, minha primeira cadela adotada. No início elas demoraram uns dias para se conhecerem, mas hoje são melhores amigas. Aurora e Princesa fazem parte da família e nada melhor que passarmos o natal todas juntas.”

Como adotar


Em razão da pandemia e necessidade de maior distanciamento social, os eventos presenciais de adoção estão suspensos, mas os interessados em contar com um novo cãozinho ou gatinho na família, podem conhecer os animais na página "Me leva pra casa", no site oficial da Vale. Em 2021, cerca de 95 animais já foram adotados.
 
Os médicos veterinários responsáveis são treinados para realizar entrevistas remotas e todo o processo de adoção pode ser feito à distância. A Vale acompanha o pet ao longo dos seis primeiros meses no novo lar. A ação faz parte do Plano de Proteção à Fauna, apresentado pela companhia aos órgãos públicos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade