UAI
Publicidade

Estado de Minas R$ 250 MENSAIS

Pequenos piscicultores e pescadores da Usina de Furnas recebem auxílio

Em 29 cidades, 1.106 profissionais estão aptos a receber três parcelas de R$ 250 cada uma


07/12/2021 17:50 - atualizado 07/12/2021 18:11

Piscicultor familiar produz tilápia na represa Três Marias
Pequenos Piscicultores da Agricultura Familiar e Pescadores Artesanais do Reservatório da Usina Hidrelétrica de Furnas vão receber benefício (foto: Imagem ilustrativa - Beto Magalhaes/EM/D.A Press)
A Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago) vai distribuir até a próxima sexta-feira (10/12) cartão-alimentação com três créditos mensais de R$ 250 para mais de mil profissionais atendidos pelo Programa Assistencial aos Pequenos Piscicultores da Agricultura Familiar e Pescadores Artesanais do Reservatório da Usina Hidrelétrica de Furnas. 
 
A Furnas Centrais Elétricas vai destinar cerca de R$ 830 mil para o programa durante os três meses de auxílio, cujo objetivo é amenizar os prejuízos potencializados pela crise hídrica e pela pandemia da COVID-19. Ao todo, serão 1.106 profissionais de 29 municípios mineiros, cujos cadastros no programa foram finalizados em outubro.
 
Serão beneficiados piscicultores familiares e pescadores artesanais das seguintes cidades:
  • Aguanil
  • Alfenas
  • Alterosa
  • Areado
  • Boa Esperança
  • Campo Belo
  • Campo do Meio
  • Campos Gerais
  • Candeias
  • Capitólio
  • Carmo do Rio Claro
  • Conceição Aparecida
  • Coqueiral
  • Cristais
  • Delfinópolis
  • Eloi Mendes
  • Fama
  • Formiga
  • Guapé
  • Ilicínea
  • Itaú de Minas
  • Nepomuceno
  • Paraguaçu
  • Perdões
  • Pimenta
  • São João Batista do Glória
  • São José da Barra
  • Três Pontas
  • Varginha 
 
Como vai funcionar? 
 
A operacionalização do programa ficou a cargo dos CREAS (Centros de Referência em Assistência Social) de cada um dos municípios no entorno do reservatório, com convocação proativa e a coordenação das inscrições. Os critérios para habilitação foram a cidade de residência, o exercício da atividade e a situação de vulnerabilidade social.
 
A Alago é a responsável pela logística que envolve aquisição, distribuição, recarga e acompanhamento da entrega e uso dos cartões. A entrega dos cartões foi iniciada ontem (6/12) e segue ao longo desta semana.
 
“O programa emergencial foi idealizado para apoiar pescadores artesanais da agricultura familiar e os pequenos piscicultores que tiveram problemas com a sua produção de pescados devido à baixa das águas do lago. O benefício é exclusivo para compra de alimentos em estabelecimentos comerciais credenciados com a bandeira do cartão”, explica Fausto Costa, secretário-executivo da Alago.
 
Fausto lembra ainda de outras ações da Alago com Furnas Centrais Elétricas. “Temos várias parcerias com Furnas, além desta, do programa de alimentação. A Alago entrou com o apoio logístico e trabalhamos junto às prefeituras. Os CREAS entregaram as listas para a Alago, que cuidou de toda logística e acompanhará a utilização desses cartões ao longo dos meses”, afirma Fausto.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade