UAI
Publicidade

Estado de Minas SOBREVIVÊNCIA

Áreas de barragens em Itabirito têm simulado preventivo com 150 pessoas

A ação acontece na manhã deste sábado sob a coordenação das defesas civis estadual e municipais de Nona Lima e Itabirito


04/12/2021 09:36 - atualizado 04/12/2021 11:59

Região onde será feito o trabalho preventivo da Vale, em Itabirito
Região onde será feito o trabalho preventivo da Vale, em Itabirito
Uma atividade que se tornou rotineira, após as tragédias de Mariana e Brumadinho, volta a acontecer na manhã deste sábado (4/12), a partir das 10h, em Itabirito, também na Região Central de Minas.

 

O simulado prático de emergência terá participação de cerca de 150 pessoas, na zona de autossalvamento das barragens Maravilhas I, II e III, localizadas na mina do Pico, em Itabirito, cidade que faz parte da região conhecida também como quadrilátero ferrífero.

 

A ação é coordenada pelas defesas civis estadual e municipais de Nova Lima e Itabirito e tem apoio da Vale.

Prevenção

 

No horário do treinamento preventivo, a população é avisada por meio do toque real de sirenes – antes, uma mensagem de voz emite alerta de que se trata de um simulado – e deverá seguir as rotas de fuga e se dirigir aos pontos de encontro localizados em área segura.


A atividade integra o Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM) das estruturas, em cumprimento à legislação vigente.

O objetivo é reforçar a cultura de prevenção e orientar a população sobre como proceder em caso de emergência. Como medida preventiva, durante o simulado há interdição temporária do trânsito de veículos na estrada municipal ITA-140, ao lado da mina do Pico.

Pandemia

De acordo com as defesas civis, serão tomados todos os cuidados para evitar a disseminação da Covid-19, conforme as orientações das autoridades de saúde dos municípios.

 

Segurança

Não houve alteração na condição de segurança das estruturas. As barragens Maravilhas I e III continuam com Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) positiva e Maravilhas II permanece em nível 1 do PAEBM, que não requer a evacuação da população a jusante

As barragens da empresa passam por inspeções rotineiras de campo e são monitoradas permanentemente por uma série de instrumentos e pelo Centro de Monitoramento Geotécnico (CMG). Informações sobre as estruturas podem ser obtidas no site da Vale.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade