UAI
Publicidade

Estado de Minas SEM FOLIA

Oliveira, no Centro-Oeste de Minas, cancela carnaval de 2022

Outras 22 cidades que integram a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) também confirmaram a suspensão da folia ontem


03/12/2021 23:10 - atualizado 03/12/2021 23:10

Imagem de blocos carnavalescos
Oliveira, conhecida pelos blocos carnavalesco, confirmou a suspensão da folia em 2022 (foto: Reprodução Facebook/Carnaval de Oliveira)
Antecipando-se à decisão que seria tomada apenas em janeiro, a prefeitura de Oliveira, no Centro-Oeste de Minas, confirmou, nesta sexta-feira (3/12), o cancelamento do carnaval 2022. O município de 41,9 mil habitantes levou em consideração o risco da quarta onda da COVID-19 e da variante Ômicron. 

Outras 22 cidades que integram a Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg) também confirmaram a suspensão da folia ontem.

Conhecida pelos tradicionais blocos carnavalescos, Oliveira atrai foliões de todas as partes do estado. “Inúmeros municípios da região e de todo o estado já comunicaram o cancelamento do evento, o que poderia aumentar ainda mais esse fluxo para nossa cidade”, afirmou a prefeita Cristine Lasmar (MDB).

Ela ainda teme a presença de pessoas que não foram vacinadas. “Não há como garantir a segurança e controlar as pessoas que se encontram nas ruas. O cenário ainda está incerto, havendo possibilidades de novas variantes. Temos que evitar a transmissão do vírus, evitar uma nova onda de contaminações pelo coronavírus. Não iremos arriscar”, comunicou.

A decisão segue na linha de outras cidades do Centro-Oeste. Arcos foi uma das primeiras a suspender a folia. Entretanto, ainda não se posicionou sobre a festa de Ano Novo.

Evitar retrocesso

A anunciar a decisão, o prefeito de Arcos, o professor Claudenir José de Melo-Baiano (PL), disse ser uma medida para evitar retrocesso nos avanços já obtidos no município. 

“O carnaval é a maior festa do país e, portanto, a maior possibilidade de concentração de pessoas. Vamos deixar a realização da festa para 2023, querendo Deus em circunstâncias favoráveis e seguras para nossa população e visitantes", assegurou.

Capitólio, um dos destinos mais visados por turistas, também confirmou que não haverá o evento no próximo ano, mas manterá o Réveillon. A decisão foi tomada em conjunto com as cidades que integram a Ameg.

“Foi uma decisão tomada considerando todas as cidades da microrregião visando a questão da segurança sanitária e um trabalho em conjunto para combater a possibilidade de uma nova onda”, explicou o prefeito Cristiano Silva (PP).

Município associados a Ameg:

Alpinópolis
Capetinga
Carmo do Rio Claro
Cássia 
Claraval
Delfinópolis 
Doresópolis 
Fortaleza de Minas
Guapé
Ibiraci
Itaú De Minas
Passos
Pimenta
Piumhi
Pratápolis
São João Batista do Glória
São José Da Barra
São Roque de Minas
São Sebastião do Paraíso
São Tomás de Aquino
Vargem Bonita


Indefinido

Em outras cidades do Centro-Oeste Mineiro a folia segue indefinida. Este é o caso de Itaúna, Formiga e também Itapecerica. Esta última aguarda o encontro entre os prefeitos das cidades históricas que será realizado no dia 10 de dezembro, em Ouro Preto, na Região Central de Minas, para decidir.

*Amanda Quintiliano especial para o EM

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade