UAI
Publicidade

Estado de Minas Saúde

Sete Lagoas incorpora leitos da COVID ao sistema de Urgência e Emergência

O Hospital Municipal do município terá mais 10 leitos de atendimento gerais.


02/12/2021 14:34 - atualizado 02/12/2021 14:43

Hospital Municipal de Sete Lagoas
Com essa ação, o Hospital Municipal de Sete Lagoas terá mais 10 leitos de atendimento gerais, chegando ao total de 20 leitos. (foto: Prefeitura de Sete Lagoas/Divulgação )

Sete Lagoas, na Região Central do estado, vai incorporar os leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que foram utilizados para receber pacientes acometidos pela COVID-19, à Rede Assistencial de Urgência e Emergência do município. A ação foi confirmada pelo governo de Minas no início desta semana.
 
O Hospital Municipal de Sete Lagoas, com essa ação, terá mais 10 leitos de atendimentos gerais, chegando ao total de 20 leitos.
 
Antes da pandemia, a principal unidade do SUS de Urgência e Emergência para 35 municípios, contava com 10 leitos de tratamento intensivo. Durante o processo de aparelhamento para atender à demanda, foram abertos outros 30, do mesmo nível, apenas para pacientes em situação grave provocada pela COVID-19.
 
Com o avanço da vacinação e, consequentemente, queda dos índices nos números de casos confirmados, internações e óbitos, o próprio Estado iniciou o processo de desmobilização dos leitos exclusivos.
 
Com isso, a prefeitura - por meio da Secretaria Municipal de Saúde - solicitou à Comissão Intergestores Bipartite do SUS do Estado de Minas Gerais (CIB SUS/MG) a revisão do pleito de incentivo federal para a disponibilização dos leitos para atendimentos diversos.
 
“Esta é uma grande conquista. Este credenciamento pelo Estado é o reconhecimento por nossas ações responsáveis no combate à pandemia. Reforçamos a estrutura de atendimento do nosso hospital e isso resultou em uma estrutura perene, que vai salvar muitas vidas”, comentou o prefeito Duílio de Castro (Patriota).

Mais um tomógrafo

Além do reforço para o atendimento de alta complexidade, o Hospital Municipal também ganhará um novo tomógrafo por meio do investimento de mais de R$ 1,5 milhão.
 
“Fizemos um plano de ação, pensando em deixar um legado para Sete Lagoas com a Assistência COVID, e hoje conseguimos concretizar com a transformação dos leitos em UTI geral. Aproveitando toda estrutura preparada na unidade, ainda pleiteamos o tomógrafo e esta foi outra conquista importante. Agora teremos mais segurança porque serão dois tomógrafos no hospital”, explicou o secretário municipal de Saúde, Flávio Pimenta.
 
O Hospital Municipal de Sete Lagoas atualmente é credenciado como Hospital Geral Tipo II e é a única referência de trauma, politrauma e AVC de uma demanda pré-estabelecida para 35 municípios pactuados na região polo Sete Lagoas/Curvelo. A cobertura de atendimento é de aproximadamente 424 mil habitantes.
  

Números da pandemia

 
De acordo com último boletim, divulgado nesta quarta-feira (1°/12), o município contabilizou 23.714 contaminações por COVID-19, com a confirmação de três novos casos. A cidade mantém 615 óbitos desde o início da pandemia.
 
Dos oito internados no município, três estão em UTI e cinco em enfermaria. Entre os internados na UTI, dois são de Sete Lagoas e um de Cachoeira da Prata.
 
A taxa de ocupação de leitos de UTI COVID em Sete Lagoas está em 14,3%. Levando em conta apenas os leitos do SUS, a ocupação se mantém em 10%. 
 

Vacinação no município

 
Até ontem (1°/12), de acordo com a prefeitura, receberam a 1ª dose 183.196 pessoas.  Já a 2ª dose foi aplicada em 152.473 cidadãos, a dose única em 5.814 e a 3ª dose em 21.403 pessoas.
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade