UAI
Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Furto de grelhas das bocas-de-lobo coloca população em risco, em Valadares

As grades de proteção dos bueiros, que escoam a água da chuva para as galerias pluviais, estão sendo furtadas em Governador Valadares e criando armadilhas


12/11/2021 18:11 - atualizado 12/11/2021 18:28

Rua alagada vista de dentro do carro
O pedestre, ao tentar atravessar uma rua alagada, corre risco de cair no bueiro destampado (foto: Wilma Silva/Divulgação)
Além do grande volume de chuva nas últimas 48 horas, em Governador Valadares, um outro problema preocupa a prefeitura da cidade: o furto das grelhas que protegem as bocas-de-lobo, que escoam a água da chuva para as galerias pluviais.

 

A administração municipal informou que a retirada das grelhas das bocas-de-lobo tem acarretado prejuízos não apenas ao município, como também para as pessoas, que estão correndo o risco de sofrer acidentes.

Com as ruas alagadas, não dá pra ver as armadilhas em que se transformam os bueiros sem as grelhas.
 
A ausência das grades implica um problema ambiental e de saúde pública. Sem essa proteção, o escoamento da água da chuva também é afetado, causando entupimento das bocas-de-lobo e contribuindo com a formação de pontos de alagamento ou inundações.
 
“As grelhas são furtadas para serem revendidas como sucatas em empresas de ferro-velho. Por isso, pedimos à população que evite danificar ou jogar lixo nos bueiros e, quando perceber alguém danificando ou furtando peças das bocas-de-lobo, faça a denúncia à Polícia Militar. Também contamos com a colaboração dos donos de ferro-velho para que não comprem esse tipo de material”, disse o secretário de Obras e Serviços Urbanos, Robson Campos, pedindo apoio da população.
 
Segundo ele, uma grade completa com suporte custa, em média, R$ 600 aos cofres públicos. E para não onerar ainda mais o município, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (SMOSU) tem produzido grelhas de concreto, com o objetivo de repor as que foram retiradas e para que a população não seja ainda mais prejudicada.
 
A SMOSU ainda não possui um levantamento sobre a quantidade de grades subtraídas, mas o que se tem percebido é que a prática tem aumentado no município. 

Nível do Rio Doce está sendo monitorado

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) de Governador Valadares informou que o volume de chuva nas últimas 48 horas no município chegou à marca de 95mm. A previsão é que até domingo (14/11) chegue a 35 mm. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet),  o "grande perigo" passou, mas a chuva ainda pode causar estragos em algumas regiões do estado .

A preocupação em Governador Valadares, principalmente das pessoas que moram nos bairros ribeirinhos, é o nível do Rio Doce. Mas a Comdec tranquiliza a todos, alegando que o rio está abaixo da cota de inundação nos pontos de monitoramento e qualquer mudança de cenário será comunicada nos canais oficiais da prefeitura.
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade