UAI
Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

Em obras, Hospital Libertas reforça atendimento ao Vetor Norte de BH

Empreendedora da unidade, Fundação São Francisco Xavier lança, amanhã, projeto de R$ 280 milhões na Pampulha, com 380 leitos


06/10/2021 06:00 - atualizado 06/10/2021 07:40

Unidade vai oferecer tratamento em especialidades de alta e média complexidade
Com inauguração prevista para março de 2022 em prédio da antiga sede da Usiminas, hospital terá siuporte de urgência e emergência (foto: Juarez Rodrigues/AM/D.A Press)

Foco no atendimento humanizado, tecnologia de ponta para casos de alta e média complexidades e serviços de saúde dirigidos à população de Belo Horizonte – de forma muito especial aos moradores do Vetor Norte e municípios vizinhos. A partir de uma gestão moderna e com estrutura multifuncional de assistência, o Hospital Libertas terá seu lançamento amanhã, na capital, já entrando em sintonia fina com a comunidade. O “começo” da empreitada da Fundação São Francisco Xavier (FSFX), braço social da Usiminas nos setores de saúde e educação, será marcado durante concerto para poucos convidados na Sala Minas Gerais, Região Centro-Sul da cidade, a fim de acentuar a harmonia do grupo com BH, no tom maior da saúde.

A nova unidade hospitalar, com inauguração prevista para março do ano que vem, contará com suporte de urgência e emergência, hospital-dia e uma linha especial de cuidado ao idoso, além de oferecer diversas especialidades médicas à população, a exemplo de exames. Segundo o diretor de Hospitais da FSFX, médico Mauro Oscar Soares de Souza Lima, compromisso, experiência e responsabilidade dão o ritmo da iniciativa.

“Com toda a expertise da Fundação São Francisco Xavier na gestão de hospitais, estamos chegando a Belo Horizonte com o compromisso e a responsabilidade de prestar a melhor assistência à saúde a toda a população da capital, principalmente do Vetor Norte. Temos uma trajetória de sucesso, em especial no Vale do Aço, com o Hospital Márcio Cunha (HMC, instalado em Ipatinga, no Vale do Aço mineiro)”, ressalta.

O diretor de hospitais da Fundação São Francisco Xavier destaca experiência da instituição no gerenciamento hospitalar
''Estamos chegando a Belo Horizonte com o compromisso e a responsabilidade de prestar a melhor assistência à saúde'' - n Mauro Oscar Soares de Souza Lima, diretor de Hospitais da FSFX, (foto: FSFX/Divulgação)


Primeira entidade hospitalar do Brasil a obter o certificado de Acreditação com Excelência, concedido pela Instituição Nacional de Acreditação (ONA), entre dezenas de outros prêmios, o HMC se tornou referência para mais de 840 mil habitantes de 35 municípios da Região Leste de Minas. Mauro Oscar acredita que, com toda a experiência de mais de meio século da instituição, será possível oferecer à capital mineira um hospital “com atendimento humanizado e foco nas pessoas”.

Capital humano Demandando investimento superior a R$ 280 milhões e inauguração prevista para março de 2022, o Hospital Libertas ocupará o prédio com área de 40 mil metros quadrados onde funcionava a sede da Usiminas, na Avenida Carlos Luz, no Bairro Engenho Nogueira, na Região da Pampulha. De acordo com a diretoria da FSFX, as obras já começaram, merecendo também cuidado especial, em preservação, os jardins concebidos pelo paisagista Roberto Burle Marx (1909-1994) para a área particular de 12,5 mil metros quadrados localizada na frente da construção.

Mostrando afinação total com Minas, a nova unidade recebeu o nome de Hospital Libertas em homenagem a Minas Gerais, onde fica a sede da Usiminas, criadora da FSFX. Na bandeira do estado, contornando o triângulo vermelho, está a frase em latim “Libertas quae sera tamen”, que significa Liberdade ainda que tardia, lema da Inconfidência Mineira.

Contratação 


A abertura do novo hospital em BH vai gerar em torno de 2 mil empregos diretos e indiretos nas áreas administrativa e clínica. Na primeira fase, informa a direção da FSFX, está prevista a contratação de um corpo clínico com aproximadamente 300 médicos e mais equipe multidisciplinar (enfermagem, fisioterapia, nutrição, psicologia, assistência social e de suporte) com aproximadamente 600 funcionários.

Para atendimento à população, serão criados 380 leitos destinados ao tratamento de casos de alta e média complexidades, sendo 300 de internação, 60 de unidade de terapia intensiva (UTI) e 20 equipamentos de hospital-dia. Na abertura da unidade, estarão disponíveis 140 leitos, sendo 100 para internação geral e 40 leitos de UTI para atendimento às seis salas cirúrgicas, incluindo uma sala de cirurgia robótica.

A unidade hospitalar contará com estrutura multifuncional de serviços de saúde, incluindo suporte de urgência e emergência, hospital-dia e uma linha especial de cuidado ao idoso. Também está prevista uma unidade de pronto-socorro e atendimento 24 horas de urgência e emergência”, explica o diretor-presidente da fundação, Salvador Prado Júnior.

Gestão 

Presente em seis estados brasileiros, a Fundação São Francisco Xavier, fundada em 1969, quer contribuir para assistência à saúde de qualidade e humanizada em BH, incluindo o Vetor Norte, e municípios vizinhos. Responsável pela operadora de planos de saúde Usisaúde, a fundação administra cinco hospitais, sendo dois em Ipatinga, um em Timóteo e outro em Itabira (MG) e ainda em Cubatão (SP). Entre eles, se encontra o Hospital Márcio Cunha (HMC), integrante do seleto grupo com certificação internacional da Det Norske Veritas International Accreditation Standard (Dias/Niaho), patamar alcançado por apenas seis instituições brasileiras.

Responsável pela operadora de planos de saúde Usisaúde – maior operadora filantrópica de planos de saúde do país – a Fundação São Francisco Xavier dispõe de um Centro de Odontologia Integrada e Serviço de Segurança do Trabalho, Saúde Ocupacional e Meio Ambiente. No campo educacional, conta com a Fundação Educacional São Francisco Xavier, unidade precursora localizada em Ipatinga, que se destaca como referência em educação no Vale do Aço mineiro, com cerca de 3 mil alunos da educação infantil à graduação.

Experiência reconhecida

Referência em Minas, o Hospital Márcio Cunha é o quarto em número de partos pelo Sistema Único de Saúde e o quinto em internações, além de primeiro do país a obter o nível 3 da Organização Nacional de Acreditação (ONA). No último ano, o HMC foi classificado pela revista norte-americana Newsweek como uma das melhores unidades hospitalares do Brasil.  “Em 2019, o HMC se tornou o primeiro hospital do Brasil a conquistar o Prêmio “HIMSS Elsevier Digital Healthcare Awards”, dedicado a validar a excelência no uso de informações e tecnologia para melhorar a qualidade da saúde, o cuidado e a segurança do paciente”, ressalta o presidente da fundação, Salvador Prado Júnior.

Estrutura


Capacidade de assistência da unidade da FSFX

  • Empregos: 2 mil diretos e indiretos nas áreas administrativa e clínica. O corpo clínico contará com aproximadamente 300 médicos e mais equipe multidisciplinar (enfermagem, fisioterapia, nutrição, psicologia, assistência social e de suporte) com cerca de 600 funcionários
 
  • Na abertura, serão 140 leitos, sendo 100 de internação geral e 40 leitos de UTI para atendimento às seis salas cirúrgicas, incluindo uma sala de cirurgia robótica
 
  • Atendimento de pacientes de convênios e particulares e do sistema público de saúde está sendo estudado e se encontra em fase de análise nos órgãos competentes
 
  • Além de serviços multifuncionais de saúde, com suporte de urgência e emergência, hospital-dia, a unidade terá linha especial de cuidado ao idoso. Também está prevista uma unidade de Pronto-Socorro e atendimento 24 horas de urgência e emergência

FSFX/Divulgação


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade