UAI
Publicidade

Estado de Minas OPORTUNIDADE NO CAMPO

Programa abre 800 vagas para assistência gratuita no Triângulo Mineiro

Projeto executado pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES oferece assistência técnica e gerencial grátis e promove ações de recuperação de paisagens degradadas


29/09/2021 16:27 - atualizado 29/09/2021 17:12

O produtor Fernando Rodrigues Resende, que deixou a pecuária de leite e hoje investe na pecuária de corte, é um dos assistidos pelo projeto
O produtor Fernando Rodrigues Resende, que deixou a pecuária de leite e hoje investe na pecuária de corte, é um dos assistidos pelo projeto (foto: Acervo/FAEMG)
Um programa gratuito com duração de dois anos abriu 800 vagas para prestar assistência técnica e gerencial a produtores rurais do Triângulo Mineiro, além de promover ações para recuperar pastagens degradadas, áreas de preservação permanente (APP) ou reserva legal. Atualmente, 1.161 produtores já são assistidos pelo projeto FIP Paisagens Rurais, executado pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES. 
 
Com as 800 vagas, a coordenação do programa em Minas pretende assistir, ao todo, 1.961 produtores de leite e de corte inseridos na Bacia do Rio Tijuco. O projeto Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal (FIP em inglês), que são gerenciados pelo Banco Mundial. 
 
O projeto tem, ainda, o objetivo de recuperar em terras mineiras 45 mil hectares de pastagens degradadas e 3 mil hectares de passivos ambientais. “Para esta fase, estamos contratando 30 técnicos de campo e dois supervisores”, afirma o coordenador do projeto em Minas Gerais e analista técnico, Ricardo Tuller. 
 
Mais dois municípios serão contemplados: Comendador Gomes e União de Minas. Hoje a assistência abrange propriedades de Uberaba, Veríssimo, Campo Florido, Uberlândia, Campina Verde, Prata, Ituiutaba, Monte Alegre de Minas, Gurinhatã e Santa Vitória.
 
Os interessados já podem manifestar o interesse em participar do programa (veja mais detalhes abaixo). 
 
Novos horizontes 
 
No município de Prata, uma nova paisagem está se formando na Fazenda Limeira. Após um ano de assistência prestada pelo FIP Paisagens Rurais, 45,4 hectares estão sendo recuperados - de um total de 126,6 hectares. A regeneração da vegetação e a recuperação das nascentes já são notadas na propriedade.
 
E o resultado já leva satisfação ao produtor Fernando Rodrigues Resende, que deixou a pecuária de leite e hoje investe na pecuária de corte, com recria e engorda de animais. 
 
“Estou satisfeito com o programa. O técnico é muito competente e está sempre presente. Ele me incentivou a fazer as curvas de nível, os bolsões e tem tudo para o resultado ser bom. Agora estamos empenhados na melhoria do solo, estou fazendo as correções e adubação para aprimorar a capacidade de suporte da fazenda", afirma o produtor.

Em março do ano passado, na primeira visita do técnico de campo, a erosão do solo estava comprometendo toda a paisagem dessa área, com a presença de voçorocas e grande processo de erosão, causando impactos ambientais, baixa fertilidade e endurecimento da camada superior do solo, diminuição da infiltração e assoreamento dos córregos e nascentes. 
 
“Depois de um ano das intervenções realizadas, já temos resultados visíveis com a regeneração da vegetação nativa, paralisação do crescimento da área da voçoroca e contenção das águas de chuva, com a construção de bolsões e terraços, em nível que já reflete no volume de água das nascentes, mesmo depois de um ano de pouca chuva na região”, explica o técnico Edwaldo de Sousa Barbosa Neto. 
 
Mais perspectivas 
 
A próxima fase é a recuperação da pastagem, com plantio e integração lavoura-pecuária, com produção de forrageira para ensilar. Nas partes mais acidentadas serão feitas as correções de solo e adubações necessárias para deixar o capim se desenvolver. “Essas práticas diminuem os custos de produção, em função do volume de forragem produzida, e ainda deixam a pastagem recuperada disponível para o rebanho”, completa Edwaldo.
 
Outra ação que está sendo implementada pelo programa para melhorar a eficiência da propriedade é o ajuste da taxa de lotação com a utilização da área de 22,5 hectares, irrigada com pivô central, com a divisão em piquetes onde atualmente está formada com capim Mombaça. 
 
Quer participar do programa?
 
Os interessados em participar já podem procurar o Sindicato dos Produtores Rurais dos 12 municípios citados. As visitas técnicas serão realizadas a partir de 15 de novembro. “Esta assistência tem proporcionado resultados positivos aos produtores participantes, inclusive com redução de custos e aumento da produtividade, além de contribuir para a recuperação ambiental nas propriedades”, comenta o gerente regional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Caio Oliveira.
 
O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado – FIP Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal, através do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do MAPA, com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do MCTIC, por meio do Inpe e da Embrapa.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade