UAI
Publicidade

Estado de Minas RENTS A CAR

MG: quadrilha que fazia transferência ilegal de veículos é desarticulada

O grupo de Uberlândia também tinha atuação em São Paulo, Goiás e Piauí e deixou prejuízo de mais de R$ 5,6 milhões


28/09/2021 13:06 - atualizado 28/09/2021 14:32

Foram identificados 58 veículos apropriados pelos criminosos
Foram identificados 58 veículos apropriados pelos criminosos (foto: Divulgação/PF/Polícia Civil)

As polícias Civil e Federal cumpriram 26 mandados de prisão temporária e de busca e apreensão na manhã desta terça-feira (28/9) contra suspeitos de participar de uma organização criminosa, dentro da operação “Rent's a Car”. Segundo investigação, os suspeitos faziam transferências ilegais de veículos de locadoras e também tinham atuação em São Paulo, Goiás e Piauí.

Os envolvidos são suspeitos de intermediar a locação de veículos junto a empresas do ramo e, posteriormente, por meio da utilização de laranjas e de documentos falsos, transferir os veículos para comercialização a terceiros. Os compradores não sabiam que a negociação serviria para esquentar os carros.

 

Já foram identificados 58 veículos apropriados pelos criminosos, totalizando prejuízo estimado em mais de R$ 5,6 milhões.

Os suspeitos são investigados pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsidade documental, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e peculato eletrônico 

Do total de mandados cumpridos, 12 são de prisões temporárias e 14, de busca e apreensão domiciliar, nas cidades de Uberlândia, Catalão (GO) e Itumbiara (GO).

A expressão “Rent’s a Car” é de origem inglesa e faz referência a agências de aluguel de carros ou locadoras de veículos, que foram vítimas da associação criminosa investigada.

Os presos serão encaminhados para a Delegacia Regional de Polícia Civil para serem interrogados e posteriormente  seguirão para o Presídio Uberlândia I.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade