UAI
Publicidade

Estado de Minas CARNE

Em BH, cortes 'desprezados' viram opção com aumento do preço da carne

Pé de frango, dorso de frango e recorte de costela suína ganharam vez no mercado, mas pesquisa pela melhor opção ainda se faz necessária


27/09/2021 10:05 - atualizado 27/09/2021 10:41

Mesmo nas carnes mais baratas, há grande variação de preço entre os açougues de BH
Mesmo nas carnes mais baratas, há grande variação de preço entre os açougues de BH (foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
O preço da carne vem sofrendo já há algum tempo com um aumento geral no preço em todo o Brasil. Por isso, em Belo Horizonte, os consumidores estão dando vez a cortes antigamente "desprezados" por parte da população, segundo pesquisa realizada pelo site especializado Mercado Mineiro.

Na capital mineira, alguns exemplos de cortes pouco requisitados em outros tempos e que agora ganharam vez, com o aumento geral do preço da carne, são pé de frango, dorso de frango e recorte de costela suína. Mesmo nestes cenário, contudo, um levantamento deve ser feito pelo consumidor para chegar à melhor opção.

O quilo do pé de frango, por exemplo, pode variar de R$ 5,98 a R$ 13,99 em BH e Região Metropolitana, com variação de 134%. A mesma quantidade da asa resfriada vai de R$ 12,90 a R$ 23,95, em diferença de 85%.

Outra carne tida como opção barata é a salsicha. Na Região Metropolitana de BH, o quilo dela vai de R$8,98 a R$15, o que significa uma variação de 67%. O recorte de costela suína custa de R$8,49 até R$9,99, com 18% de diferença. O dorso de frango parte de R$ 6,99 o quilo. 

Carne geralmente mais caras, ainda mais em tempos de alta nos preços, os cortes bovinos merecem atenção no atual contexto. As diferenças, como de costume, podem chamar atenção de um açougue para outro.

O quilo da fraldinha, por exemplo, tem diferença de 203% na Grande BH, custando de R$ 27,99 até R$ 84.95. O quilo do contra filé varia de R$ 37,99 a R$ 79,95, com diferença de 110%.

O preço do quilo do Acém em BH vai de R$26,99 a R$39,90, variação de 48%. O quilo da chã de fora fica entre R$31,99 e R$52,90, 65% de diferença.

Quanto à carne suína, o quilo da bisteca pode custar de R$ 12,99 a R$ 44,95 em BH, com variação de 248%. O quilo da costelinha vai de R$ 16,95 até R$ 34,95, com diferença de 106%.

No frango, outra carne que sofre com o aumento no preço, também há variações expressivas, como de 66% no quilo do frango resfriado, que vai de R$ 8,99 até R$14,95 em BH. O quilo do filé de peito varia de R$ 14,98 a R$ 25,90, uma variação de 73%. O quilo da coxa e sobre coxa custando de R$ 10,99 até R$ 15,95, uma variação de 45%.

Aumentos

As carnes bovinas seguem caras, mas, ao menos em relação ao último mês, os preços pararam de subir em larga escala em BH. O maior aumento foi constatado no filé mignon, com 3,38% de um mês para outro - R$ 56,66 para R$ 58,58. Contra filé foi outro corte que subiu, enquanto o acém reduziu 1%.

A carne suína também se manteve no preço médio de agosto para setembro de 2021. O preço médio do frango, contudo, destaca-se no aumento neste recorte temporal, com 6,77% no quilo do frango resfriado, 6% no peito resfriado e 4,19% em coxa e sobre coxa.

Dados da pesquisa

O Mercado Mineiro realizou a pesquisa em parceria com o aplicativo Oferta.com. Ao todo, o levantamento esteve em 39 estabelecimentos de Belo Horizonte e Região Metropolitana entre os dias 22 (quarta-feira) e 24 (sexta-feira) de setembro deste ano.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade