UAI
Publicidade

Estado de Minas NORTE DE MINAS

Acidente entre carro e ônibus mata quatro pessoas

Veículos bateram de frente durante a madrugada na MGC-122, perto de Capitão Enéas. Carro foi partido ao meio e as vítimas foram arremessadas na via


21/09/2021 08:20 - atualizado 21/09/2021 16:26

Com o impacto, carro das vítimas foi partido ao meio
Com o impacto, carro das vítimas foi partido ao meio (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Quatro pessoas morreram e pelo menos outras 11 ficaram feridas em um acidente na madrugada desta terça-feira (21/9) na MGC-122, perto de Capitão Enéas, no Norte de Minas Gerais. 

A batida ocorreu por volta das 4h. Segundo o tenente Franklin Soares Xavier, do Corpo de Bombeiros de Montes Claros, que coordenou o resgate das vítimas, um ônibus que fazia o sentido São Paulo-Bahia e um carro Onix, com placas do estado de São Paulo, que vinha na direção oposta bateram de frente.

Ocupantes foram arremessadas para fora do veículo. Motorista ficou preso às ferragens e também morreu
Ocupantes foram arremessadas para fora do veículo. Motorista ficou preso às ferragens e também morreu (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Ainda não se sabe qual dos veículos teria invadido a contramão. No carro estavam quatro pessoas e todas morreram. "Ele se partiu ao meio. Três vítimas foram arremessadas na via, três mulheres. O motorista ficou preso às ferragens. Após autorização do perito, retiramos essa vítima", explicou o militar.

O motorista ainda estava com o cinto de segurança, mas, considerando os danos ao veículo, não era possível dizer se as passageiras usavam o equipamento ou não. 

Por volta das 12h15, a assessoria de imprensa do 7º Batalhão do Corpo de Bombeiros, de Montes Claros, deu mais detalhes sobre as vítimas que morreram no acidente. Elas eram de Macaúbas (BA) e os corpos foram levados  pelo serviço funerário de plantão. 

As pessoas foram identificadas apenas pelas iniciais e idade. O motorista era G.M.N, de 39 anos, e as passageiras, M.S.A, 27 anos, T.S.S, 28 anos, e H.M.J.S, de 90 anos. 

Bombeiros retiraram motorista do ônibus preso às ferragens. Ele foi levado para a Santa Casa de Montes Claros
Bombeiros retiraram motorista do ônibus preso às ferragens. Ele foi levado para a Santa Casa de Montes Claros (foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

O motorista do ônibus também ficou preso às ferragens. Os bombeiros precisaram serrar parte do veículo para retirá-lo. Ele foi entregue a uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levado à Santa Casa de Montes Claros. 

"Dez ou 11 passageiros tiveram escoriações, luxações, e foram retirados pelo Corpo de Bombeiros. Colocamos uma escada na janela, pusemos na maca. Também (foram) para a Santa Casa", detalhou o tenente Franklin. 

Os bombeiros informaram que havia 41 passageiros, entre eles duas crianças. Uma pessoa também levava um cachorro. Mais tarde, o Samu Macro Norte disse ter contabilizado 26 pessoas no ônibus. O motorista, de 35 anos, teve fratura exposta na perna direita, suspeita de fratura no braço direito, trauma abdominal e um corte na cabeça. Ele era a vítima mais grave. 

Outra pessoa socorrida pelo Samu é um idoso de 70 anos com traumatismo cranioencefálico, que também foi para a Santa Casa. Duas mulheres de 42 e 46 anos e um homem de 56 foram transportados para o Hospital Regional de Janaúba com ferimentos leves. Cinco ambulâncias do Samu Macro Norte estiveram no local.

Passageiros que quiseram seguir viagem foram levados para outro ônibus da empresa
Passageiros que quiseram seguir viagem foram levados para outro ônibus da empresa (foto: Samu Macro Norte/Divulgação)

O tenente Franklin disse, ainda, que um ônibus da mesma empresa foi enviado ao local para dar apoio aos passageiros. Por volta das 8h, a ocorrência ainda estava em andamento e havia 3 quilômetros de congestionamento em cada sentido. Além das viaturas de Montes Claros e das equipes do Samu, bombeiros de Francisco Sá, responsável pela região, atuaram na ocorrência, assim como a Polícia Civil e a Polícia Militar (PM).

Houve vazamento de óleo e os bombeiros precisaram espalhar serragem na pista para evitar derrapagens. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) ficou responsável pelo controle do trânsito e retirada dos veículos envolvidos no acidente para a liberação da estrada.

O Estado de Minas entrou em contato com a empresa responsável pelo ônibus e, no atendimento, foi informada que representantes estavam no local do acidente. 
 

Polícia Civil responde 

 
"Assim que acionada, a Polícia Civil de Minas Gerais  (PCMG) direcionou equipe da perícia criminal ao local dos fatos, onde foram realizados os primeiros levantamentos. Os corpos foram encaminhados ao Posto Médico Legal (PML) do município para serem submetidos a exames. A ocorrência está em andamento." 
 
 
(Colaborou Luiz Ribeiro)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade