UAI
Publicidade

Estado de Minas SERVIÇO GRATUITO

Profissionais proporcionam uma nova vida a dependentes de álcool e drogas

Acolhimento tem garantido um recomeço a muitas pessoas, que recebem tratamento terapêutico e são encaminhadas às instituições do estado de Minas


16/09/2021 20:29 - atualizado 16/09/2021 20:50


Os profissionais do CAPS de Santana do Paraíso: respeito pelo ser humano
Os profissionais do CAPS de Santana do Paraíso: respeito pelo ser humano (foto: PMSP/Divulgação)
 
O acolhimento de  pessoas com dependência em álcool e drogas  tem sido o diferencial no atendimento do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), de Santana do Paraíso. Esse acolhimento tem garantido uma nova vida a muitas pessoas.
 
“Após serem acolhidos pelo CAPS, essas pessoas são direcionadas para uma das 28 instituições conveniadas. É um serviço gratuito, importante para famílias que estão em situação de vulnerabilidade e que, por isso, não têm condições de pagar uma clínica de recuperação para algum parente que esteja lutando contra a dependência do álcool ou outras drogas”, explica Flaviano Pereira de Oliveira, assistente social do CRAS.
 
O trabalho de acolhimento começa com um tratamento humanitário e de saúde às pessoas que chegam ao centro, que recebem todo o apoio médico necessário para estar bem e em condições de serem encaminhadas às instituições do estado. Recebem também atendimento odontológico, pois o CAPS considera que a higiene bucal é essencial nesse processo.
 
“Ao acessar o serviço, é garantida ao usuário toda uma rede de acolhimento, como higiene bucal e avaliação médica. Além disso, o CAPS entra em contato com o Cread (Centro de Referência Estadual em Álcool e outras Drogas) e este tem 48 horas para verificar em qual das instituições conveniadas há vaga disponível. Aí fazemos a transferência do usuário até a instituição acordada com o Cread”, afirma Flaviano. 
 

Como acessar o serviço?

 
Para garantir vaga em uma das 28 instituições conveniadas com o Governo de Minas, a pessoa em situação de vulnerabilidade pode procurar o CAPS de forma espontânea. Outra possibilidade é ser encaminhada por equipamentos da Secretaria Municipal de Assistência Social, como o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS). 
 
O CAPS de Santana do Paraíso também valoriza a parceria com entidades que atuam no município para aprimorar o acolhimento aos usuários. É o caso da Associação Amar e Renascer (AAMAR), que trabalha com acolhimento e tratamento de dependentes químicos e alcoólatras.
 
“A AAMAR tem sido uma parceira importante para o município. Quando o cidadão volta das instituições de atendimento conveniadas com o Estado, ele e sua família são acompanhados também pela AAMAR. A associação também viabiliza o enxoval para os usuários, já que muitos deles pertencem a famílias em situação de vulnerabilidade”, diz Flaviano. 
 
Quem precisar de informações sobre esse acolhimento, pode procurar os profissionais do CAPS, na rua Gentil Pessoa, 145, Centro. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h. Ou pelo telefone (31) 3251-5149. 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade