Publicidade

Estado de Minas SAÚDE

Santa Casa de Montes Claros suspende parcialmente atendimento ao SUS

Hospital alega superlotação de 125%, com 94 pacientes em macas aguardando vagas para internação em leitos de enfermaria e de UTI


28/07/2021 18:33 - atualizado 28/07/2021 19:10

Santa Casa de Montes Claros enfrenta superlotação de pacientes do SUS(foto: Luiz Ribeiro/DA Press)
Santa Casa de Montes Claros enfrenta superlotação de pacientes do SUS (foto: Luiz Ribeiro/DA Press)
 
A Santa Casa de Montes Claros , maior hospital do Norte de Minas conveniado SUS , anunciou nesta quarta-feira (28/7, que adotou um plano de contingência e suspendeu parcialmente o atendimento pelo Sistema Único de Saúde em seu pronto-socorro, devido à superlotação.

De acordo com nota divulgada pela Santa Casa de Montes Claros, a demanda de pacientes em busca de atendimento na unidade hospitalar está "muito superior à capacidade instalada". Segundo a unidade, são  94 pacientes do SUS em marcas em seu pronto-socorro em outros setores do hospital, aguardando vagas para internação em enfermarias e Unidade de Terapia Intensiva (UTI). 
 
O hospital afirmou também que conta com 243 leitos de enfermaria credenciados ao SUS. Mas, conta com 332 leitos ocupado s com pacientes do Sistema Único de Saúde, o que representa uma superlotação de 125%.
 
A instituição diz que,  ao acionar o plano de contingência de nível 3, passou atender somente casos de emergência ou de doenças em que o hospital é referência para o tratamento.

De acordo com informações do hospital, a média de atendimento do seu pronto socorro é de 144 pacientes por dia.
 
A Santa Casa explicou que a superlotação não está relacionada aos leitos hospitalares destinados ao atendimento aos pacientes contaminados pelo coronavírus (COVID-19).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade