UAI
Publicidade

Estado de Minas CRIME

Mulher é presa por manter irmão idoso em cárcere privado, em Nova Ponte

Vítima, de 61 anos, denunciou a irmã por meio do Disque Denúncia Unificado da Polícia Civil


07/07/2021 18:45 - atualizado 07/07/2021 19:57

Morador de Nova Ponte, no Alto Paranaíba, alega que a irmã o mantinha trancado em casa há quase seis meses
Morador de Nova Ponte, no Alto Paranaíba, alega que a irmã o mantinha trancado em casa há quase seis meses (foto: Google Street View/Reprodução)
Suspeita de manter um homem, de 61 anos, em cárcere privado por quase seis meses, em Nova Ponte, no Alto Paranaíba, uma mulher, de 56, foi presa, nesta quarta-feira (7/7). A denúncia partiu da própria vítima, irmão da acusada.

Os policiais começaram a investigar o caso em junho, depois que uma denúncia foi feita por meio do serviço Disque Denúncia Unificado (DDU).

A partir desse registro, os irmãos da vítima foram intimados a prestar esclarecimentos, mas nenhum deles compareceu à delegacia.

Diante do descumprimento da intimação, o delegado Gabriel Trindade determinou que a equipe de detetives fosse até a casa. Quando eles se preparavam para cumprir a ordem, chegou a informação de que o idoso, que era a vítima, havia sido visto em via pública, sentado no chão.


Os policiais foram ao local e, numa conversa com o idoso, ele contou que estava sendo mantido dentro de casa contra a sua vontade. Disse também que só conseguiu pedir ajuda porque havia sido deixado sozinho pela irmã, conforme o Boletim de Ocorrência.

O homem foi encaminhado à presença da Assistência Social do município e, posteriormente, para a delegacia junto com a mulher.


“A suspeita alega que recebe o benefício do irmão e que usa o dinheiro para comprar comida para todos. Ela negou que deixava o irmão trancado”, diz o delegado.


No depoimento colhido na delegacia, o homem contou ainda que se aposentou em 2017 por invalidez e, desde então, a irmã recebe o benefício por ele.

“Ele acredita que uma procuração, juntamente com outros papéis, foi assinada por ele enquanto estava embriagado”, diz o delegado, que pretende descobrir, agora, se há outras pessoas envolvidas.

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade