Publicidade

Estado de Minas COLETIVA

Kalil sobre ataque de hacker ao sistema da PBH: 'Não tenho medo'

Nessa terça-feira (8/6), o Sistema Digital de Fiscalização (SIF) da Prefeitura de BH foi invadido


09/06/2021 16:42 - atualizado 09/06/2021 17:04

O Sistema Digital de Fiscalização (SIF) da PBH foi invadido por hacker(foto: Tulio Santos/EM/DA Press)
O Sistema Digital de Fiscalização (SIF) da PBH foi invadido por hacker (foto: Tulio Santos/EM/DA Press)
"Não tenho medo de internet", disse o prefeito Alexandre Kalil (PSD) em entrevista coletiva nesta quarta-feira (9/6), na sede da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), para falar sobre a situação da pandemia na cidade. 


Na terça-feira (8/6), o Sistema Digital de Fiscalização (SIF) da PBH foi invadido por hackers. Ao entrar no sistema, os servidores encontraram uma mensagem que atacava diretamente o prefeito Alexandre Kalil (PSD) por causa das restrições impostas ao comércio durante a pandemia.

 

Leia também: Kalil: bares e restaurantes de BH poderão ir até 1h da manhã no Dia dos Namorados 


"O sistema não foi hackeado, aquilo é um sistema interno. Ele se manteve no ar normalmente durante o dia. Já estive ameaçado muitas vezes durante a minha vida. Se Deus me poupou do sentimento, me poupou do sentimento do medo", acrescentou Kalil em coletiva.

O ataque 


“Prefeito Kalil, todas as suas ações como gestor de uma das maiores capitais brasileiras serviram para o fim de manter burocracias e destruir a economia. Os empresários de Belo Horizonte te amaldiçoam”, dizia a mensagem congelada na tela dos computadores da prefeitura.

 

Leia também: BH volta às aulas presenciais em 21 de junho



O texto continua demonstrando a insatisfação com a administração de Kalil. “Fechar os comércios não faz de você um salvador de vidas, mas um parasita que tira a comida de todos que dependem do próprio trabalho e não da política”, continua a mensagem.

O sistema que foi atacado é gerenciado pela Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte (Prodabel) e tem todas as informações de ações fiscais. É o canal em que o fiscal registra as interdições, autos, relatórios, tanto na rua através do tablet, de casa, ou do local de trabalho.

Segundo fiscais que trabalham na prefeitura, todo o trabalho do setor foi paralisado por causa do ataque. A prefeitura informou que nenhum dado foi perdido ou vazado. Foi feito um boletim de ocorrência na Polícia Civil, especializada em crimes cibernéticos.

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade