Publicidade

Estado de Minas PARCERIA FRUSTRADA

Araxá esclarece fake news compartilhada com produtores rurais

Notícia falsa oferece produtos e serviços aos produtores através de uma suposta parceria entre uma empresa de fertilizantes e prefeitura


02/06/2021 19:21 - atualizado 02/06/2021 19:35

As mensagens de texto ''vendiam'' uma falsa parceria entre a Colheita Fértil e a Secretaria de Agricultura e Pecuária de Araxá(foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação)
As mensagens de texto ''vendiam'' uma falsa parceria entre a Colheita Fértil e a Secretaria de Agricultura e Pecuária de Araxá (foto: Prefeitura de Araxá/Divulgação)
A Prefeitura Municipal de Araxá esclareceu nesta quarta-feira (2/6) recente caso de fake news que diz existir parceria entre uma empresa denominada Colheita Fértil (empresa do segmento de fertilizantes que existe) e a Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária.

As mensagens de texto da falsa parceria vêm circulando nas redes sociais e em aplicativos de mensagense sendo direcionadas para produtores rurais de Araxá.
 
Segundo nota da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, divulgada por meio da assessoria de imprensa da Prefeitura de Araxá, as mensagens falsas sugerem aos produtores a adesão a um grupo de WhatsApp, oferecendo produtos e serviços.
 
Ainda de acordo com a nota, a Secretaria de Agricultura esclarece que “não foi firmada nenhuma parceria com a suposta empresa e que todas as ações são divulgadas por meio dos canais oficiais da Prefeitura de Araxá, além de disponibilizar contato direto para dúvidas e informações através dos telefones (34) 3691-7040 e 3691-7041”.
 

Outra fake news esclarecida por Araxá

 
Na quinta-feira (27/5), a Prefeitura de Araxá esclareceu mensagens de texto e áudio que circularam nas redes sociais e aplicativos de mensagens informando uma falsa notícia sobre a transferência de pacientes com COVID-19 para Patos de Minas.

Na falsa mensagem, uma médica pede que familiares fiquem em isolamento e relata que a cidade vizinha receberia pacientes para tratamento da doença nos próximos dias devido à falta de leitos de internação em Araxá.
 
Por meio de nota, a prefeitura declarou que apesar de 100% de ocupação dos leitos de UTI/COVID e de 53% de leitos clínicos registrados na véspera (26/5), a cidade ainda teria unidades disponíveis para tratamento da doença tanto na rede pública como na rede particular.
 
“A administração municipal lamenta que algumas pessoas tenham manipulado informações para assustar a comunidade em um momento delicado para saúde pública, área social e econômica de todo o país. A Prefeitura de Araxá solicita que a população não compartilhe conteúdos de informação duvidosa que podem gerar pânico nas pessoas. Informações oficiais sobre o quadro da pandemia no município são divulgadas através das redes de comunicação oficiais do município”, diz a nota.
 

Novo boletim aponta que UTI/COVID de Araxá permanece lotada

Segundo o último boletim epidemiológico da COVID-19 em Araxá, divulgado ás 17h desta quarta-feira, a ocupação de leitos de UTI/COVID da Santa Casa de Misericórdia, o único da cidade e de sua microrregião que atende pacientes com a doença, continua em 100%, ou seja, todos os seus 20 leitos disponíveis estão ocupados – 14 pacientes de Araxá, dois de Ibiá, dois de Pedrinópolis, um de Perdizes e um de Campos Altos. 
 
Já a ocupação dos leitos de enfermaria/COVID do hospital está em 65%. Dos 26 leitos disponíveis, 17 estão ocupados. Entre os pacientes, 14 são de Araxá e dois de Ibiá.
 
Nas últimas 24 horas, ocorreram três óbitos em Araxá (mulheres de 58, 70 e 81 anos) e foram confirmados 129 novos casos.
 
Desde o início da pandemia, foram registrados 11.450 casos positivos da COVID-19 em Araxá, sendo que 177 pessoas morreram e 9.907 se recuperaram.
 

Toque de recolher

 
Diante do aumento de novos casos diários da COVID-19 durante o último mês e uma taxa de ocupação de leitos de UTI/COVID que há cerca de três meses está sempre entre o limite ou perto disto, a Prefeitura Municipal de Araxá publicou no último sábado (29/5) um novo decreto de enfrentamento que entrou em vigor na segunda-feira (31/5) e valerá por 10 dias (até 9 de junho), com possibilidade de prorrogação por igual período.
 
Segundo as novas medidas, a cidade ficará sob toque de recolher a partir das 21h até as 5h, sendo que os estabelecimentos comerciais podem ficar abertos até as 20h.
 
Além disso, o novo decreto suspendeu a volta às aulas presenciais (previstas para rede privada na próxima terça-feira, 1º/6, e rede pública em 1° de julho), proibiu reuniões com mais de nove pessoas e o consumo de bebidas alcoólicas em qualquer estabelecimento, sob pena de multa.
 
As outras novas medidas restritivas em Araxá, que começaram no último sábado, são o fechamento do Parque do Cristo e a instalação de uma barreira sanitária em estrada que dá acesso ao Barreiro, que conta com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).
 
 O funcionamento do comércio não essencial de Araxá segue normalmente, assim como cultos religiosos com até no máximo 30 pessoas.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade