Publicidade

Estado de Minas Pandemia

Vereadores apontam 'camuflagem' em dados da COVID divulgados por Uberaba

Os parlamentares afirmam que a Secretaria Municipal de Saúde não considerou o total de testes positivos da COVID para medir a última taxa de positividade


31/05/2021 11:57 - atualizado 31/05/2021 12:33


Segundo boletins epidemiológicos foram realizados 1.112 testes positivos de 23 a 29 de maio em Uberaba(foto: Creative Commons/Divulgação)
Segundo boletins epidemiológicos foram realizados 1.112 testes positivos de 23 a 29 de maio em Uberaba (foto: Creative Commons/Divulgação)
 
A taxa de positividade da COVID-19 da última semana, de 35,8% em Uberaba, no Triângulo Mineiro, está sendo questionada por alguns vereadores que disseram que os reais dados estão sendo ‘camuflados’.
 
Segundo boletins epidemiológicos, foram realizados 1.112 testes positivos de 23 a 29 de maio no município, mas, segundo os vereadores, o número de testes positivos utilizados para calcular a taxa teria sido de 591.
 
De acordo com último decreto municipal de enfrentamento à COVID, se a taxa de positividade da testagem para o novo coronavírus for superior a 40% serão aplicadas as medidas da Onda Roxa.
 
“Sem dúvidas, a taxa é bem maior. Estão sim camuflando os números, hoje a taxa é acima de 60%, infelizmente. Acredito que estão escondendo da população para que medidas mais restritivas não sejam impostas no município, sendo que ela (prefeita Elisa) é contra essas medidas mais firmes na restrição. Infelizmente, sem dúvidas, a realidade é outra”, disse o vereador Professor Wander Araújo (PSC).

O vereador também afirmou neste momento procura mais informações para em seguida entrar com um processo. “Estou estudando o caminho aqui. É muito sério isso”, finaliza.
 
Quem também questionou a taxa de positividade de 35,8% divulgada pela prefeitura de Uberaba na noite do último sábado (29/5) foi o vereador Paulo César Soares China (PMN). Pelas redes sociais, ele afirmou que “os números da prefeitura 'não batem', pelos boletins divulgados pela Secretaria de Saúde.
 
"Do dia 23 de maio a 29 de maio os casos positivos totalizaram 1.112, quase o dobro do divulgado. A positividade subiria para 68%, o que obrigaria a prefeita Elisa Araújo a aumentar as restrições devido ao alto índice da doença”, considerou.
 
China diz acreditar que alguma coisa está errada. “Mesmo se estes números diários estiverem contabilizando casos da região, é questionável e preocupante. O que não pode é enganar a população, pois o risco é grande", argumentou.
 
"Se o índice for de 68%, a prefeita está escondendo os números para favorecer uma parcela da população e colocar todo o resto sob risco. Vou cobrar explicações, e se for verdade, tomarei as atitudes necessárias”, finalizou China.
 
A reportagem solicitou à prefeitura de Uberaba respostas sobre as afirmações dos vereadores de que a Secretaria de Saúde estaria camuflando os dados da taxa de positividade e também porque teriam sido considerados 591 testes positivos de um total de 1112 testes positivos ao longo da semana. Entretanto, até a publicação desta matéria ainda não havia recebido uma resposta.
 
A taxa de positividade é o resultado do número de testes positivos, dividido pelo número total de testes realizados (positivos e negativos), multiplicado por 100 para se obter a proporcionalidade.
 
Ocupação de UTI/COVID perto do limite
 
Assim como em abril, março e fevereiro, a ocupação dos leitos de UTI para pacientes com COVID-19, tanto em hospitais públicos como em privados, continuou no limite ou perto disto neste mês de maio em Uberaba.
 
Segundo último boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura na noite desse sábado (29/5), dos 103 leitos de UTI para pacientes infectados pelo coronavírus disponíveis na cidade, 97 estão ocupados. Dos 60 existentes na rede pública, 57 estão com pacientes. Dos 43 da rede privada, há 40 pessoas em estado grave.
 
Já em relação às ocupações de leitos de enfermaria para pacientes com COVID-19, de 209 disponíveis, 162 estão ocupados – de 142 da rede pública, há 118 pacientes; e de 60 da rede privada, 57 estão ocupados.
 
Desde o início da pandemia foram contabilizados em Uberaba 29.076 casos positivos, sendo que destes, 978 pessoas morreram e 24.979 se recuperaram.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade