Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Bares de Betim são interditados por descumprir normas contra a COVID

De quinta (29/4) a domingo (2/5) oito bares foram interditados por promoverem aglomeração, vender bebidas alcoólicas e funcionarem após às 20h


03/05/2021 12:58 - atualizado 03/05/2021 14:09

Um dos locais fiscalizados foi uma espetaria no bairro Novo Amazonas que funcionava com música ao vivo e tinha mais de 100 pessoas aglomeradas(foto: Prefeitura de Betim/Divulgação)
Um dos locais fiscalizados foi uma espetaria no bairro Novo Amazonas que funcionava com música ao vivo e tinha mais de 100 pessoas aglomeradas (foto: Prefeitura de Betim/Divulgação)
Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), está na onda vermelha do Programa Minas Consciente do governo do Estado com o comércio não essencial liberado a funcionar, mas segue com regras rígidas para evitar a propagação da COVID-19.

A cidade manteve o funcionamento dos bares e restaurante somente até as 20h, com proibição de vendaconsumo de bebidas alcoólicas.
 
Alguns estabelecimentos, porém, estão descumprindo o decreto, principalmente nos fins de semana. Segundo a Prefeitura de Betim, de quinta-feira (29/4) a domingo (2/5), oito bares foram interditados. Os estabelecimentos funcionavam fora do horário permitido e ainda vendiam bebidas alcoólicas. A interdição para esses casos é de sete dias.
 
Uma força-tarefa de fiscalização formada pela Guarda Municipal, Vigilância em Saúde e pela Secretaria Adjunta de Segurança Pública segue monitorando os estabelecimentos comerciais que insistem em funcionar de forma irregular.

Uma ocorrência de destaque nesse fim de semana foi a interdição de uma espetaria no Bairro Novo Amazonas, que, segundo a prefeitura, funcionava com música ao vivo e tinha mais de 100 pessoas aglomeradas. Na operação, os agentes de fiscalização flagraram 85 pessoas sem máscara.
 
Ao todo, 19 autos de infração foram aplicados aos bares por descumprimento das normas. As irregularidades mais comuns foram a permanência de clientes sem máscara nos locais, além da venda e do consumo de bebidas alcoólicas nesses espaços. A fiscalização percorreu os bairros Laranjeiras, São Caetano, Alterosas, Cruzeiro do Sul, Imbiruçu, PTB e Centro.
 
De janeiro a abril deste ano, mais de 281 estabelecimentos foram interditados por descumprir as medidas obrigatórias para prevenção da COVID-19 e, ainda, por outras irregularidades, como a ausência de alvarás. Ainda nesse período, foram aplicadas 667 autuações.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade