Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Depois de 47 dias fechado, BH Resolve reabre nesta segunda-feira (3/5)

Atendimentos serão por meio de agendamentos, e as pessoas podem permanecer no local apenas enquanto estiverem sendo atendidos


03/05/2021 12:07 - atualizado 03/05/2021 12:40

Pessoas chegando ao BH Resolve em dia de reabertura(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Pessoas chegando ao BH Resolve em dia de reabertura (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Com portas baixadas desde 15 de março em razão do decreto da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), que determinou o fechamento do comércio na capital mineira, o BH Resolve voltou com os atendimentos presenciais nesta segunda-feira (3/5). Entretanto, o retorno será gradual. Os atendimentos serão para os casos específicos que não podem ser atendidos pela internet ou aqueles voltados às pessoas em situação de vulnerabilidade.

Segundo a PBH, o público deverá comparecer ao BH Resolve somente mediante agendamento on-line (a agenda está aberta desde a última quinta-feira). É importante que o usuário confira antes se o serviço desejado só pode ser solicitado presencialmente ou se deve ser feito pelos canais eletrônicos (portal da Prefeitura ou PBH APP). Para consultar, basta acessar o Portal de Serviços e selecionar a opção que precisa.

Ainda segunda a prefeitura, os horários disponíveis para agendamentos serão de 8h às 17h, de segunda a sexta-feira. No dia marcado, o acesso se dará exclusivamente pela portaria da Rua dos Caetés, 342, no Centro de Belo Horizonte, com o controle de fluxo de entrada e saída e medidas de distanciamento. A entrada só será permitida com 15 minutos de antecedência do horário marcado e pessoas sem agendamento não terão acesso ao local.

Nesta segunda-feira, dia da reabertura, Jonathan Oliveira da Silva, 29 anos, atualmente desempregado, informou que estava indo à unidade para tentar retirar a segunda via do alistamento do Exército. "Faz cinco minutos que cheguei e espero ser atendido rápido para ir embora rápido”, disse.

Alessandro Albuquerque, de 50 anos, que é vigilante, foi ao local com a intenção de conseguir resolver um problema bem parecido, que é o alistamento no Exército de seu filho. Alessandro falou sobre a volta do atendimento presencial. "É um serviço essencial mesmo, porque muitas coisas a gente não consegue resolver. Mas tendo vindo aqui a gente consegue."

Em relação ao que ele pensa dos fechamentos repentinos dos serviços considerados não essenciais, Alessandro acrescentou. "O pessoal tinha que ter mais consciência, porque se todo mundo tivesse desde o início acatado, feito os procedimentos, acho que hoje a gente não estaria nessa situação".

Já Maria Marta Fernandes, de 60 anos, foi ao local para resolver questões do seguro desemprego, e informou que agendou o serviço. Ela estava aguardando ser atendida, e elogiou o atendimento inicial. Segundo MAria Marta, o atendente pediu que ela aguardasse uns 10 a 15 minutos e, no horário agendado, deixou que ela entrasse.

Sobre o efeito sanfona do fechamento e reabertura dos comércios, Maria lamentou. "Isso ai ta nas mãos de Deus, porque a doença tão cedo não vai passar. Então nós estamos na mão de Deus, esperando o que Deus vai resolver por nós.”

Inicialmente serão ofertados 86 serviços, e as emissões de guias da Secretaria de Fazenda, como a de IPTU, não estarão disponíveis no momento. Para impressão gratuita dessas guias, o cidadão deverá acessar o Portal da Prefeitura ou fazer o pedido em alguma unidade dos Correios.

Veja os protocolos de segurança da PBH para realizar os atendimentos:
  • Regras foram criadas para a segurança dos cidadãos e também dos funcionários e colaboradores, como medidas de constante higienização e distanciamento;
  • O BH Resolve não será mais um local de livre acesso. Para entrar na unidade o cidadão deve necessariamente agendar o serviço;
  • O cidadão só poderá entrar na unidade 15 minutos antes do horário agendado para o atendimento;
  • Nos casos de atendimentos agendados entre 8h e 8h15min, o acesso será permitido somente às 8h;
  • É vedado o acesso de acompanhantes, exceto nos casos de necessidade comprovada. Na hipótese de agendamento para mais de um serviço, o cidadão poderá permanecer no BH Resolve se o intervalo de tempo entre os agendamentos for de no máximo 30 minutos.
  • É vedada a permanência na unidade após a finalização do atendimento. 
  • O uso adequado de máscara e higienização das mãos com álcool 70% é obrigatório para acesso e permanência no BH Resolve. 
  • A Prefeitura adotará as medidas necessárias para realizar o atendimento de forma segura, nomeadamente, respeitando o distanciamento entre os trabalhadores e os cidadãos, disponibilizando álcool 70% para higienização das mãos e intensificando a frequência da limpeza do ambiente.
*Estagiária sob supervisão do subeditor Daniel Seabra


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade