Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Fhemig informa que leitos prontos estão fechados por falta de profissionais

Com crescimento de casos da COVID-19, hospitais precisam abrir novos leitos de UTI, mas não conseguem contratar novos profissionais para atuar


28/04/2021 09:02 - atualizado 29/04/2021 19:32

Hospital Eduardo de Menezes, no Bairro Bom Sucesso, em Belo Horizonte, é uma das unidades de saúde que precisa contratar mais médicos(foto: Leandro Couri/EM D.A Press)
Hospital Eduardo de Menezes, no Bairro Bom Sucesso, em Belo Horizonte, é uma das unidades de saúde que precisa contratar mais médicos (foto: Leandro Couri/EM D.A Press)
Com dificuldades para ampliar seu quadro de médicos, a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), segue com editais de contratação emergenciais abertos para 69 vagas temporárias, com início imediato, para alguns dos hospitais que são referência em atendimento aos casos confirmados e suspeitos de COVID-19 em Belo Horizonte.

Mesmo com os chamamentos emergenciais publicados em datas anteriores, a Fhemig não tem conseguido preencher todas as vagas. E com a abertura de novos leitos para a COVID-19, a necessidade de mais profissionais na área é grande.
 
Segundo a fundação, os leitos estão prontos, com todos os equipamentos necessários, mas falta o principal: ps médicos.
 
De acordo com a Fhemig, de quatro vagas abertas, geralmente, só se consegue preencher uma. 
 
Ainda conforme a Fhemig, a atual convocação se refere a vagas para os Hospitais Eduardo de Menezes e Júlia Kubitschek, sendo que as remunerações variam entre R$ 3.500 e R$ 9 mil. As inscrições e os editais estão disponíveis na página da Fhemig, no link "Chamamentos emergenciais".
 
No Hospital Eduardo de Menezes, as vagas para médicos generalistas serão divididas em seis vagas com carga horária de 12h e remuneração de R$ 3.500 e sete vagas com carga horária de 24h semanais e remuneração de R$ 7 mil.
 
Para médicos especialistas, são 13 vagas para a carga horária de 12h com remuneração de R$ 4.595 e outras 12 para 24h semanais com remuneração de R$ 9 mil, em alguma dessas especialidades médicas: Terapia Intensiva, Clínica Médica, Anestesiologia, Pneumologia, Cardiologia ou Cirurgia Geral.
 
Já no Hospital Júlia Kubitschek, são 31 vagas para profissionais médicos. Para os generalistas, são nove vagas para 12h semanais, com remuneração de R$3.500 e outras oito para 24h semanais com remuneração de R$ 7 mil.
 
Para os especialistas, em qualquer área médica, são 10 vagas para 12h semanais, com R$ 4.595 de remuneração, e quatro vagas para 24h semanais, com remuneração de R$ 9 mil.
 
A Fhemig reforça que as inscrições para as vagas do Hospital Eduardo de Menezes terminam nesta quinta-feira (29/4), mas as inscrições para as vagas no Júlia Kubitschek prosseguem até o dia 3 de maio.
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade