Publicidade

Estado de Minas

Três são presos suspeitos de sequestrar jovem por venda de drogas em BH

A PM informou que a vítima é garota de programa e teria sido agredida durante dois dias


23/04/2021 23:36 - atualizado 23/04/2021 23:50

A casa estava bastante suja e desorganizada(foto: PM/Divulgação)
A casa estava bastante suja e desorganizada (foto: PM/Divulgação)
Um homem e duas mulheres foram presos, na noite desta sexta-feira (23/04), em Belo Horizonte, suspeitos de manter uma jovem em cativeiro por cerca de dois dias. As informações são de militares do 34° Batalhão da Polícia Militar. A vítima, que afirmou ser garota de programa, disse que foi amarrada com fios e agredida em uma casa, após se negar a vender drogas para o suspeito.

 

“Recebemos informações via 190 de que uma mulher teria caído de um veículo em movimento no Anel Rodoviário de Belo Horizonte, sentido Rio de Janeiro, e fomos até o endereço. A vítima estava seminua, bastante machucada, e providenciamos o resgate”, disse o capitão Rafael Miranda. A jovem contou aos militares que teria sido mantida presa em uma casa por não querer vender mais drogas para o homem. Outras duas mulheres, a namorada do suspeito e a outra também garota de programa, participaram do crime.

 

 

 

Com informações da vítima, a PM chegou até a residência e prendeu uma das mulheres. O local estava muito sujo e desorganizado. O casal, que havia fugido, foi encontrado no Bairro Boa Vista.“Já tínhamos reclamações de vizinhos sobre festas e consumo de drogas no imóvel. Após os dois dias com a vítima amarrada, os três suspeitos a colocaram em um carro Etios Prata e, quando reduziram a velocidade, a vítima conseguiu abrir a porta e pular”, conta o capitão.

 

A PM suspeita que o desacerto tenha sido mesmo por causa da prostituição e do tráfico de drogas, e que a vítima seria morta. O homem já tem passagens por tráfico, furto e cultivo de entorpecentes. Ele teria aliciado a jovem e, quando ela não quis mais continuar no esquema da venda de drogas, resolveu sequestrá-la.

 

Ela foi encaminhada para o hospital e os três suspeitos foram presos. A Polícia Civil vai investigar o caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade