Publicidade

Estado de Minas DIA DA INCONFIDÊNCIA

Coroa de flores de Tiradentes vira caso de polícia em Ouro Preto

Homenagem que faz parte da cerimônia que lembra a Inconfidência Mineira foi levada por um pedestre nesta manhã e recuperada posteriormente. Entenda o caso


21/04/2021 13:44 - atualizado 21/04/2021 15:22

Depois da cerimônia do Dia de Tiradentes, pedestre recolheu a coroa em homenagem aos inconfidentes(foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
Depois da cerimônia do Dia de Tiradentes, pedestre recolheu a coroa em homenagem aos inconfidentes (foto: Túlio Santos/EM/DA Press)


Desde 2020, as celebrações de 21 de abril, Dia de Tiradentes, na histórica Ouro Preto, Região Central de Minas, não são as mesmas. Por conta da pandemia da COVID-19, a presença do público, as manifestações e presença de autoridades e convidados para a entrega da Medalha da Inconfidência deram lugar a um discreto ritual feito por militares em uma Praça Tiradentes vazia e isolada para evitar aglomerações. Finalizada a cerimônia, a praça é aberta novamente para os moradores e turistas, desta vez, em escala bem menor. O cenário teria sido o mesmo neste ano, se não fosse uma ocorrência inusitada. 

Após o evento da manhã desta quarta-feira (21/4), permanecia na praça um tapete de serragem que ligava o Museu da Inconfidência ao Monumento de Tiradentes, onde foi depositada uma coroa de flores em homenagem ao mártir e aos inconfidentes, que se rebelaram contra a coroa portuguesa no século 18. 

O homem chegou a posar para fotos na Praça Tiradentes(foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
O homem chegou a posar para fotos na Praça Tiradentes (foto: Túlio Santos/EM/DA Press)


Em meio ao movimento de pedestres, ciclistas e turistas que passavam pelo local, uma figura chamou a atenção. Um homem passou pelo monumento e recolheu a coroa cerimonial. A ação foi registrada pela reportagem do Estado de Minas, que acompanhava as movimentações do feriado na cidade. O homem disse que teriam dado a coroa para ele. 

O morador, que seria um guia turístico, chegou a posar para fotos com a coroa de flores. 

Rapidamente, o caso repercutiu no centro histórico. Algum tempo depois, a Polícia Militar (PM) e a Guarda Municipal da cidade foram vistas e o homem foi conduzido. Além das viaturas, um carro de uma funerária chegou ao local. Com a ajuda dos policiais e um funcionário, a coroa de flores voltou aos pés da estátua de Tiradentes no fim da manhã. 

Ao saber do ocorrido, a Polícia Militar e a Guarda Municipal fizeram diligências e o homem acabou detido(foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
Ao saber do ocorrido, a Polícia Militar e a Guarda Municipal fizeram diligências e o homem acabou detido (foto: Túlio Santos/EM/DA Press)


“Assim que tivemos conhecimento disso, a Guarda Municipal e a PM localizaram a coroa, que já estava sendo desmontada. Foi vendida por R$ 50. Foi localizada a pessoa que efetuou o roubo e a que receptou. Ambos foram conduzidos à delegacia”, informou o secretário de Turismo de Ouro Preto, Rodrigo Câmara. Segundo ele, o homem que desmontava a coroa foi levado para prestar depoimento. 

O secretário explicou à reportagem que, durante a cerimônia, a coroa fica em um tripé e, posteriormente, é deixada no local sem ele. Essa homenagem fica no monumento durante todo o Dia de Tiradentes. Desta vez, após a devolução, a prefeitura cedeu um novo tripé para a coroa. Amanhã, o tapete de serragem será retirado pela equipe de limpeza da prefeitura. Dependendo do estado de conservação, a coroa fica no local por mais dias. 

“É uma situação lamentável, é uma falta de civilidade em um momento que tentamos manter as tradições tão importantes para a cidade, em sentido histórico e turístico”, disse Câmara. “Não é o fato de que se algo vai estragar, se vai morrer, eu posso pegar agora. Acredito muito mais que seja por um ato impensado, de vandalismo, de falta de civismo e civilidade que leva alguém a fazer isso”, pontuou o secretário de Turismo da cidade, acrescentando: “As pessoas precisam saber que o direito de ir e vir não permite esses atos impensados. Hoje é um dia que merece respeito”. 

A coroa de flores foi recuperada e devolvida ao monumento, desta vez sobre um novo tripé cedido pela prefeitura(foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
A coroa de flores foi recuperada e devolvida ao monumento, desta vez sobre um novo tripé cedido pela prefeitura (foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
(foto: Túlio Santos/EM/DA Press)
(foto: Túlio Santos/EM/DA Press)


Ao ver a movimentação, um comerciante, que trabalha na praça, chegou a comentar com a reportagem que achava um “exagero” da polícia, uma vez que a coroa fica no local após a cerimônia e é comum algumas pessoas chegam a tirar ramos para guardar de recordação. 

Por volta das 12h40, a reportagem do Estado de Minas entrou em contato com a Polícia Militar de Ouro Preto e foi informada que a ocorrência ainda estava em andamento. Os dois homens conduzidos foram levados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, um procedimento de praxe em casos de detenção e, após o atendimento, seriam conduzidos à delegacia de plantão do município.

Ainda não se sabe qual é a natureza da ocorrência que será registrada pela polícia. A autuação ou não dos envolvidos depende do delegado. 

Também no início da tarde, a reportagem tentou, por telefone, falar novamente com o homem detido após levar a homenagem ao mártir da Inconfidência. No entanto, as ligações caíram direto na caixa postal. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade