Publicidade

Estado de Minas SEM PÚBLICO

No 2º ano da pandemia, Tiradentes tem homenagem simbólica em Ouro Preto

Cerimônia foi realizada sem a presença de autoridades e do público. Mais uma vez, a entrega da Medalha da Inconfidência foi suspensa em função da COVID-19


21/04/2021 11:55 - atualizado 21/04/2021 12:32

Coroa de flores é levada ao monumento de Tiradentes, no Centro da cidade histórica(foto: Ane Souz/Prefeitura de Ouro Preto )
Coroa de flores é levada ao monumento de Tiradentes, no Centro da cidade histórica (foto: Ane Souz/Prefeitura de Ouro Preto )

Pelo segundo ano consecutivo, a cerimônia do Dia de Tiradentes, que relembra a Inconfidência Mineira, que completa 233 anos, precisou ser reduzida em função da pandemia da COVID-19. 

Assim como no ano passado, o governo de Minas Gerais realizou uma cerimônia simbólica na Praça Tiradentes, na cidade histórica de Ouro Preto, Região Central do estado. Nesta data, a capital do estado é transferida para o município.

O ato simbólico começou às 7h, sem a presença de autoridades e público. De máscara e seguindo as regras de distanciamento social para evitar o coronavírus, um Dragão da Inconfidência conduziu uma coroa de flores até o monumento de Tiradentes, no centro da praça. O trajeto é feito sobre um tapete de serragem que vai do Museu da Inconfidência até o monumento. 

Após a execução do toque de silêncio e, depois, a Pira da Liberdade foi acesa na praça(foto: Ane Souz/Prefeitura de Ouro Preto )
Após a execução do toque de silêncio e, depois, a Pira da Liberdade foi acesa na praça (foto: Ane Souz/Prefeitura de Ouro Preto )


Um corneteiro da Banda Sinfônica do Corpo de Bombeiros executou o toque de silêncio e, depois, a Pira da Liberdade foi acesa na praça. 

O poema "Romance XXXV ou do Suspiroso Alferes", publicado no Romanceiro da Inconfidência, de Cecília Meireles, foi lido na cerimônia. A composição homenageia a luta dos inconfidentes. 

Tapete de serragem enfeitou a praça até o monumento a Tiradentes(foto: Ane Souz / Prefeitura de Ouro Preto )
Tapete de serragem enfeitou a praça até o monumento a Tiradentes (foto: Ane Souz / Prefeitura de Ouro Preto )


Assim como no ano passado, não houve entrega da Medalha da Inconfidência como medida de prevenção à COVID-19. A premiação foi criada por Juscelino Kubitschek em 1952 para homenagear pessoas e instituições que contribuem para Minas Gerais. É a mais alta comenda do governo. 

Na noite passada (20/4), como parte das celebrações, foi inaugurada a iluminação verde no Museu da Inconfidência para saudar os profissionais da saúde que atuam no combate à pandemia. Essa iluminação será mantida até a noite de hoje. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade