Publicidade

Estado de Minas AVANÇO DE CASOS

COVID-19: sem leitos de UTI, Santa Casa de Perdões seleciona atendimento

Hospital tem dois pacientes intubados no pronto-socorro e fez um apelo para pedir aos moradores que só procure atendimento em situação de emergência


06/04/2021 12:42 - atualizado 06/04/2021 12:58

Santa Casa de Perdões sofre com o agravamento da COVID-19(foto: Santa Casa de Perdões/divulgação)
Santa Casa de Perdões sofre com o agravamento da COVID-19 (foto: Santa Casa de Perdões/divulgação)
A Santa Casa de Perdões, no Sul de Minas, está com dois pacientes infectados pela COVID-19 intubados no pronto-socorro do local. O aumento de casos comprometeu o atendimento e o hospital fez um apelo nas redes sociais para pedir aos moradores, que só procure atendimento em situação de emergência.

 

De acordo com a Santa Casa de Perdões, o hospital não tem leitos de CTI e dois pacientes infectados pelo novo coronavírus foram intubados e são tratados no pronto-socorro da unidade.

 

“O hospital de Perdões é reserva técnica e somos classificados como não COVID-19. Ou seja, somos porta de entrada dos pacientes que serão transferidos para a região. Mas o que está acontecendo é que a nossa referência, em Lavras, está com 100% de ocupação”, explica o gestor, Fábio Câmara do Amaral.

 

Além dos pacientes em estado mais grave, a Santa Casa está tratando de outras pessoas com sintomas moderados. Por isso, o hospital precisou selecionar o atendimento e fez um apelo nas redes sociais, para que as pessoas só procurem o pronto-socorro em situação de urgência e/ou emergência.

 

“Tivemos que montar um plano de urgência no pronto-socorro. Temos dois leitos para pacientes mais graves e outros seis com sintomas moderados, ressaltando que esses leitos são para aguardar a transferência para algum hospital COVID-19”, diz.

 

Além do comprometimento com os leitos, o hospital sobre com a falta de medicamentos. “Ontem nós conseguimos comprar alguns sedativos para os próximos sete dias. Mas estamos com dificuldade para comprar. Como não somos classificados como COVID-19, não recebemos recursos para isso. Temos um projeto em andamento de um centro de CTI com 10 leitos de UTI. Assim que ele for aprovado, vamos dar andamento”, ressalta.

Segundo o último boletim divulgado pela prefeitura, a cidade tem mais de mil pessoas infectadas pela COVID-19 e 16 mortes confirmadas pela doença. No fim de semana, a prefeitura decretou luto oficial de 3 dias pelos óbitos no município.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade