Publicidade

Estado de Minas COLAPSO NA SAÚDE

UPA de BH fica sem vaga em necrotério, e corpos são colocados em portaria

Unidade só tem espaço para armazenar dois corpos, mas cinco pessoas perderam a vida no local nessa quarta (31/3)


01/04/2021 20:25 - atualizado 01/04/2021 20:43

Corpos foram colocados em portaria da UPA Pampulha, em BH(foto: Divulgação/Sindibel)
Corpos foram colocados em portaria da UPA Pampulha, em BH (foto: Divulgação/Sindibel)

 Dois corpos foram colocados em frente à portaria da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Pampulha, em Belo Horizonte, por falta de espaço no necrotério. O fato aconteceu nessa quarta (31/3), quando cinco pessoas morreram no equipamento vítimas da COVID-19.

 

As informações são do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Belo Horizonte (Sindibel). De acordo com a entidade, a parente de uma das vítimas colocadas no lado de fora se desesperou quando se deparou com a situação.

 

“Ela se desesperou. Os profissionais e usuários da UPA ficaram em prantos junto com a familiar. O necrotério é pequeno, só cabem dois corpos, apertados. Ontem (quarta), morreram três pacientes no plantão diurno e dois no noturno”, afirma o presidente do Sindibel, Israel Arimar de Moura.

 

Parente de uma das vítimas se desesperou e levou usuários e profissionais de saúde aos prantos(foto: Divulgação/Sindibel)
Parente de uma das vítimas se desesperou e levou usuários e profissionais de saúde aos prantos (foto: Divulgação/Sindibel)
 

 

De acordo com o Sindibel, desde a última sexta (26/3), 60 pessoas morreram nas UPAs de BH. A entidade alega que ao menos 17 aguardaram vagas de terapia intensiva.

 

Esse total sinaliza que, em média, cada UPA da cidade computou 6,6 óbitos pela virose. O dado é bastante superior à média informada pelo Sindibel, entre uma e duas por semana.

 

A Prefeitura de BH, porém, tem informado que nenhum paciente morreu sem assistência na cidade. O Executivo municipal também esclarece que o país inteiro, BH inclusive, “se encontra em uma situação grave”.

 

“Infelizmente ocorreram óbitos na UPA Pampulha. É importante esclarecer que essas pessoas estavam sendo assistidas por profissionais na sala de emergência. Imediatamente ao ser informada, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou apoio à UPA Pampulha para a imediata resolução da situação”, informou a PBH.

 

“Os corpos foram transladados para o necrotério do Hospital Odilon Behrens para as providências legais, com prévia comunicação à família”, completou a administração municipal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade