Publicidade

Estado de Minas SITUAÇÃO CRÍTICA

Barão de Cocais registra cinco mortes pela COVID-19 em apenas 24 horas

Adolescente de 15 anos foi uma das vítimas da COVID-19 em Barão de Cocais. Em apenas 24 horas, cinco pessoas morreram pela doença


25/03/2021 21:40 - atualizado 25/03/2021 22:51

Hospital Municipal Waldemar das Dores segue com 100% de ocupação dos leitos e pacientes graves aguardam leitos pela Central de vagas do Estado. (foto: Prefeitura Barão de Cocais/Divulgação)
Hospital Municipal Waldemar das Dores segue com 100% de ocupação dos leitos e pacientes graves aguardam leitos pela Central de vagas do Estado. (foto: Prefeitura Barão de Cocais/Divulgação)
Um adolescente de 15 anos morreu em decorrência da COVID-19 e fez parte da estatística assustadora da pandemia em Barão de Cocais, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH): em apenas 24 horas, cinco pessoas da cidade perderam a vida para o novo coronavírus. 
 
O boletim epidemiológico divulgado pela secretaria municipal de Saúde nesta quinta-feira (25/3) informou que em apenas 24 horas houve cinco óbitos decorrentes da COVID-19, chegando a um total de 42 vítimas fatais desde o início da pandemia. 
 
O adolescente estava internado no Hospital de Campanha de Ibirité, também da RMBH, por motivo de falta de vaga. As quatro outras mortes ocorreram no Hospital Municipal Waldemar das Dores. Foram dois homens com idades de 81 e 77 anos, e duas mulheres de 71 e 66 anos. 
 
Nas últimas 24 horas também foram registrados 36 novos casos da COVID-19 confirmados por exames e o total de contaminados somou 2.540 pessoas desde o início da pandemia. Há 26 pessoas hospitalizadas no momento, sendo Barão de Cocais com superlotação e sem condições de receber pacientes no Hospital Municipal. 
 
Itabira, cidade referência em Saúde da microrregião de Barão, também segue com dificuldades de disponibilizar vagas. Nesta quinta-feira (25/3), Itabira está com 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em enfermaria, 85,54% dos leitos estão ocupados.  
 
Há cinco dias, a prefeitura de Barão de Cocais, em um comunicado nas redes sociais, havia avisado à população que a situação estava crítica e, também, naquele momento a cidade tinha computado em apenas um dia cinco novas mortes pela COVID-19. “Enfrentamos hoje o pior momento da Pandemia, com a ocupação máxima dos leitos e dificuldade para a transferência de pacientes”, dizia o post. 
 
A cidade tem pouco mais de 30 mil habitantes e em apenas uma semana, contabilizou 15 óbitos pela doença e 185 novos casos confirmados. O Hospital Municipal Waldemar das Dores, único em Barão de Cocais, não tem leitos de UTI, mas segue fazendo atendimento de forma improvisada para que nenhum paciente fique sem atendimento. Ao todo são 12 leitos destinados ao tratamento da COVID-19. 
 
Dez novos leitos de suporte respiratório estão previstos para ampliação do Hospital Waldemar das Dores, mas a prefeitura não informou a previsão para início de funcionamento. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade