Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Unimed-BH reconhece que hospitais estão 'no limite da capacidade'

Cooperativa está enfrentando o momento mais grave da pandemia de COVID-19, mas não fornece o número de leitos ocupados


24/03/2021 13:00 - atualizado 25/03/2021 10:15

Portaria do Hospital da Unimed BH da Avenida do Contorno(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Portaria do Hospital da Unimed BH da Avenida do Contorno (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Nos últimos meses, os números de casos de COVID-19 e óbitos pela doença cresceram, e muito, em Minas Gerais. Não à toa, todos os municípios do estado estão sob rígidas medidas restritivas. Um dos resultados mais preocupantes é no que tange à ocupação de leitos, haja vista que alguns hospitais da rede pública e privada estão em seus limites de capacidade. É o caso da Unimed-BH, que revelou lotação máxima nesta terça-feira (23/3) sem fornecer o número de leitos ocupados.

"A Unimed-BH está enfrentando o momento mais grave da pandemia da COVID-19, que está no limite de sua capacidade, e vem adotando medidas emergenciais com o objetivo de priorizar a vida”, informa a cooperativa.

No entanto, mesmo com a ocupação máxima de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ressalta que "todos os pacientes com suspeita ou confirmação da doença e que demandam tratamento intensivo estão recebendo os devidos cuidados".

Para isso, a cooperativa explica que está montando estruturas extras em seus hospitais com todos os recursos possíveis, tanto com equipamentos – incluindo respiradores e oxigênio – quanto com equipe especializada. 

“Nos últimos dias, em função do aumento exponencial da demanda, a Unimed-BH ampliou o número de leitos e a capacidade de atendimento; reforçou o estoque de insumos, medicamentos e equipamentos; expandiu a equipe que trabalha na linha de frente e está contratando mais de 300 novos profissionais de saúde”, relata em nota. 

Atualmente, segundo o boletim epidemiológico semanal emitido pela Unimed-BH na terça-feira (23/3), cerca de 48.630 casos de COVID-19 foram confirmados na Rede Unimed-BH desde o início da pandemia. O número de casos suspeitos até então é de 334.928. Enquanto isso, o número de internações entre 14 e 20 de março, é de 599 casos confirmados e 764 notificados. Nessa mesma semana, foram 46 óbitos confirmados em decorrência da doença. 

Nesse cenário, a cooperativa faz um apelo para o envolvimento de toda a população no combate à COVID-19: “A taxa de transmissão do vírus está em alerta vermelho na nossa região. Por isso, neste momento, é fundamental que a população siga corretamente todas as medidas decretadas pelo governo de Minas Gerais e pela Prefeitura de Belo Horizonte. Mais do que nunca, é preciso cooperar e pensar de forma coletiva, mantendo o isolamento social e obedecendo o toque de recolher”. 

*Estagiária sob a supervisão da editora Teresa Caram 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade