Publicidade

Estado de Minas São Francisco

Policiais militares salvam idosa em incêndio no interior de MG

Cabo e soldado invadiram casa em chamas e salvaram mulher que estava no segundo andar e poderia morrer asfixiada


03/03/2021 16:39 - atualizado 03/03/2021 18:26

por segurança, a soldado Raiani e o cabo Henrique foram avaliados no hospital depois do salvamento(foto: PMMG/Divulgação)
por segurança, a soldado Raiani e o cabo Henrique foram avaliados no hospital depois do salvamento (foto: PMMG/Divulgação)

Dois policiais militares da cidade de São Francisco, no nordeste de Minas Gerais, o cabo Henrique Santos Araújo, de 37 anos, e a soldado Raíssa Ismelina Sales de Oliveira, de 31, se transformaram em heróis nesta quarta-feira (3/3), ao entrarem numa casa em chamas para salvar sua proprietária, Edny Prestes Aguiar, de 66 anos, e seu cachorrinho de estimação.

Na cidade de São Francisco não existe guarnição do Corpo de Bombeiros. A mais próxima está em Januária, que fica distante cerca de 80 quilômetros. Por volta das 7h, o cabo Henrique e a soldado Raissa estavam iniciando o dia de trabalho, no posto da PM local, quando a atendente de telefonia informou que havia um incêndio na residência da Rua João Henrique Corrêa, 897, Centro.

 

Imediatamente, os dois foram acionados e se dirigiram para o endereço. “Quando chegamos lá, o fogo estava no primeiro andar. As chamas eram grandes”, conta o cabo Henrique.

 

Com a ajuda de um vizinho, o mesmo que acionou a PM, e utilizando de uma marreta, eles conseguiram arrombar a porta da casa e entrar na sala. As chamas eram muitas, segundo ele, que notou haver uma escada de acesso para o segundo andar, onde ficam os quartos. “Mas não havia como chegar nessa escada, pois o fogo consumia sofás, armários e um televisor e sua mesinha.”

 

O cabo saiu da casa e conseguiu uma escada, que ele colocou ao lado da casa, conseguindo chegar no telhado. De lá, escutou pedidos de socorro de uma voz feminina. Desceu no telhado e posicionou a escada no quarto do fundo, de onde vinha o pedido de socorro. Com a mesma marreta que arrombou a porta, ele arrancou a grade da janela do quarto e por ali retirou a idosa.

 

Do lado de fora da casa, Edny se preocupava com sua cachorrinha. Como, ao mesmo tempo que o cabo fazia o salvamento, a soldado Raissa conseguiu uma mangueira e apagou o fogo do primeiro andar, o cabo Henrique pôde voltar ao interior da csa, subiu ao segundo andar e conseguiu resgatar, também, o animal.

 

As causas do incêndio não são conhecidas, no entanto, a suspeita é de que tenha ocorrido um curto circuito no primeiro andar, que ficou totalmente destruído pelo fogo. Edny agradeceu muito aos policiais. “Confesso que pensei que iria morrer asfixiada. Eu acordei sentindo o cheio de fumaça. Abri a porta do quarto e vi que estava tudo esfumaçado. Fechei a porta novamente, mas não sabia o que fazer. Fiquei esperançosa de ser salva quando ouvi os gritos do Cabo Henrique.”

 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade