Publicidade

Estado de Minas SOLIDARIEDADE

Cruz Vermelha lança ação para socorrer vítimas das chuvas em Minas

A campanha SOS Chuvas atuará na distribuição de donativos e no amparo psicossocial da população afetada pelas chuvas intensas comuns neste início de ano


10/02/2021 11:13 - atualizado 10/02/2021 11:40

Equipe da Cruz Vermelha de Minas Gerais em ação da SOS Chuvas no bairro Ribeiro de Abreu, em Belo Horizonte. A campanha atua na distribuição de donativos e no amparo psicossocial da população afetada pelas chuvas intensas comuns neste início de ano(foto: Cruz Vermelha MG/Reprodução)
Equipe da Cruz Vermelha de Minas Gerais em ação da SOS Chuvas no bairro Ribeiro de Abreu, em Belo Horizonte. A campanha atua na distribuição de donativos e no amparo psicossocial da população afetada pelas chuvas intensas comuns neste início de ano (foto: Cruz Vermelha MG/Reprodução)
A Cruz Vermelha Brasileira de Minas Gerais (CVB-MG) lançou nessa semana a campanha "SOS Chuvas", que pretende socorrer a população afetada pelas cheias em Belo Horizonte e em cidades do interior de Minas.

 

A entidade montou um galpão para recebimento e armazenamento de donativos e já está distribuindo alimentos e kits de higiene aos moradores da capital prejudicados pelas chuvas do último final de semana. Entretanto, o estoque é limitado e a frente de ação carece de doações para atender mais áreas vulneráveis.

 

Segundo Vinícius Alves, coordenador de arrecadação de donativos na CVB-MG, a campanha SOS Chuvas atua em duas frentes e, além das doações para auxílio imediato aos afetados, ele destaca a equipe técnica de psicólogos e assistentes sociais que realizam o acolhimento psicossocial e a análise de vulnerabilidades da comunidade.

 

Já na última segunda-feira (8/2), as equipes da SOS Chuvas visitaram pontos do Bairro São Gabriel, em Belo Horizonte, e também bairros da periferia de Santa Luzia para apurar os danos decorrentes das chuvas que atingiram a região metropolitana nos últimos dias.

 

Segundo a medição do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), até nessa segunda-feira (8/02) já havia chovido um volume superior ao esperado para todo o mês de fevereiro em Belo Horizonte.

 

No Bairro Ribeiro de Abreu, Região Nordeste de BH, a Cruz Vermelha realizou a doação de 50 cestas básicas, 170 kits de higiene, 20 kits de limpeza e colchões. O bairro foi um dos mais atingidos pelas precipitações, que aumentaram o volume do Ribeirão do Onça, que invadiu diversas casas na localidade.

 

Segundo Alves, o estoque da entidade está muito reduzido e foi praticamente todo utilizado em doações aos moradores do Bairro Ribeiro de Abreu.

 

“Nós atendemos a população de lá (Ribeiro de Abreu), mas ficaram pendentes duas regiões que nós fizemos a análise, mas não conseguimos ainda beneficiá-las. Municípios do interior também estão entrando em contato pedindo ajuda, como Raposos e comunidades da região do Serro. Portanto, pedimos apoio da população pra nos ajudarem com itens básicos”, convoca Alves.

 

A Cruz Vermelha ressalta que está recebendo apenas alimentos não perecíveis, água mineral, material de limpeza, material de higiene, fraldas e colchões. Roupas e calçados não fazem parte das ações pela impossibilidade de higienização desses itens contra o novo coronavírus.

 

As doações devem ser feitas na sede da CVB-MG, localizada na Alameda Ezequiel Dias, 427, no Centro de Belo Horizonte. O local fica aberto diariamente, das 8h às 18h.

 

*Estagiário sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade