Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros resgatam adolescente em cima de uma torre de energia

No Morro do Chapéu, ciclista perde o equilíbrio em trilha e cai em despenhadeiro


27/01/2021 21:40 - atualizado 27/01/2021 21:47

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação )
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação )
As últimas horas foram agitadas para os soldados do Corpo de Bombeiros, pois além de pequenos incêndios, eles foram acionados para dois resgates de pessoas. O primeiro, um adolescente de 16 anos, que subiu numa torre de alta tensão e telefonia, na localidade de Ibitira, em Martinho Campos, próximo a Belo Horizonte. O segundo, um ciclista que caiu num despenhadeiro, ao tentar fazer uma trilha, no Morro do Chapéu.

Era ainda de madrugada, 4h30 desta quarta-feira (27/01), quando os bombeiros receberam um pedido de ajuda da Polícia Militar para socorrer uma pessoa que estaria pendurada numa torre de alta tensão.

O alerta foi dado por moradores que foram acordados com os gritos de socorro vindos de cima da torre. Logo se deram conta de que uma pessoa não conseguia descer.

Quando os bombeiros chegaram ao local, a Polícia Militar já estava lá. Eles viram que um homem estava suspenso no alto da estrutura, cerca de 80 metros. Dois bombeiros, com equipamento de segurança, subiram a torre e conseguiram chegar até a vítima.

Constataram ser um adolescente, que estava consciente e que estava amarrado por uma fita de nylon no punho que, segundo a ele, teria encontrado no alto da torre.

Ainda nas alturas, o adolescente disse que teria subido com o intuito de suicidar-se, mas que ao chegar no alto, desistiu e não conseguiu descer sozinho.

A vítima foi ancorada, sendo levada em segurança até o solo. Lá, a mãe do adolescente o esperava. Ela contou aos bombeiros, que o filho sofre de problemas psicológicos. O caso foi encaminhado para a Polícia Civil.

Ciclista

O segundo resgate ocorreu no Vale do Sol, que se localiza no Morro do Chapéu. Um ciclista que fazia a trilha conhecida como “Globo da Morte”, se desequilibrou e caiu num despenhadeiro. Um morador do morro do Chapéu viu quando o acidente ocorreu e comunicou o Corpo de Bombeiros.

O local é de difícil acesso por ser muito íngreme. Os bombeiros iniciaram, então, a descida, amparados por cordas. Ao chegarem ao fundo do despenhadeiro, encontraram o ciclista, que estava consciente e apresentava apenas ferimentos leves. Não houve qualquer fratura.

Segundo os bombeiros, na queda, ele acabou amortecido pela vegetação.  Depois de ser içado por cordas, o ciclista foi levado para o Hospital do Pronto Socorro João XXIII, onde foram feitos exames e, após ser constatado que não tinha nenhum ferimento grave, foi liberado.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade