Publicidade

Estado de Minas TRÂNSITO

Tanque de carreta que tombou no Anel Rodoviário será retirado nesta quarta

Carreta-tanque desceu rodovia sem freios, bateu em três veículos e tombou em um trecho na altura do bairro Betânia, que costuma registrar acidentes graves


27/01/2021 10:59 - atualizado 27/01/2021 11:02

Equipes no local do acidente na manhã desta quarta-feira(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Equipes no local do acidente na manhã desta quarta-feira (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)


Equipes trabalham para remover o tanque da carreta que tombou na tarde dessa terça-feira no Anel Rodoviário, na descida do Bairro Betânia, Região Oeste de Belo Horizonte. 

Segundo a concessionária Via 040, responsável pelo trecho, o compartimento foi arrastado para fora da pista ainda na noite passada. Na madrugada desta quarta-feira, foi concluído o transbordo dos 15 mil litros de óleo restantes e, nesta manhã, um grupo atuava na retirada definitiva do tanque. A limpeza do trecho deve ser finalizada somente hoje à noite.


O acidente, em um ponto conhecido por tragédias, terminou com apenas o motorista ferido, com lesões leves. Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento exato em que o veículo de carga perde o controle na pista no sentido Vitória. O trânsito só foi liberado quase seis horas depois da ocorrência.

Segundo a Via 040, tanque da carreta será retirado da rodovia hoje(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Segundo a Via 040, tanque da carreta será retirado da rodovia hoje (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)


De acordo com o Corpo de Bombeiros, a carreta perdeu os freios e colidiu contra três outros veículos – uma caminhonete Toyota Hilux, um Ford Fiesta e um Kia de modelo não identificado – na altura do Km 539, nas proximidades do antigo pátio do Departamento de Trânsito (Detran). O motorista do veículo de carga, identificado como C.E.L., de 42 anos, foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII.
 
A carreta transportava aproximadamente 30 mil litros de óleo de transformador. Dessa quantidade, aproximadamente 15 mil litros escorreram pela rodovia. Por isso, os bombeiros fizeram a segurança do local e mobilizaram recursos para conter o vazamento. Por volta das 16h40, a Via 040 – concessionária que administra o trecho – informou que os trabalhos de aplicação de serragem na pista, para evitar novos acidentes, estavam finalizados.

Às 15h30, no primeiro informe sobre o acidente, a Via 040 informou que o sentido Vitória estava totalmente interditado com congestionamento de cinco quilômetros. Já em direção ao Rio de Janeiro, as faixas da esquerda e do meio estavam bloqueadas. O engarrafamento era de dois quilômetros.

A pista no sentido Rio de Janeiro só foi liberada por volta das 18h. Minutos antes, por volta das 17h20, o guincho pesado chegou ao local para remover a carreta que perdeu os freios da rodovia. O procedimento só acabou por volta das 20h20, quase seis horas depois da ocorrência. O congestionamento naquele momento era de 16 quilômetros.

Um vídeo de aproximadamente um minuto circulou pelas redes sociais com o momento exato do acidente. Na gravação, é possível ver a carreta-tanque descendo o Anel Rodoviário sem qualquer controle. "Carreta está descendo sem freio aqui na minha frente. Que loucura. Vai matar todo mundo lá embaixo. Passou por mim aqui a milhão. Vai bater, meu Deus do céu. Vai capotar", narra a pessoa que gravou o momento do acidente. Os bombeiros confirmaram que o material era da ocorrência de ontem.

Transporte público


A carreta transportava óleo de transformador, que vazou no local do acidente. Houve interdição da pista, só liberada seis horas depois (foto: Redes sociais/Reprodução )
A carreta transportava óleo de transformador, que vazou no local do acidente. Houve interdição da pista, só liberada seis horas depois (foto: Redes sociais/Reprodução )
Diante do bloqueio do Anel Rodoviário, a Empresa de Transporte e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) realizou diversas alterações nas rotas de ônibus da capital mineira. No sentido Vitória, os veículos precisaram acessar as avenidas Raja Gabáglia, Barão Homem de Melo, Mário Werneck, Aggeo Pio Sobrinho, Dom João VI e Raul Mourão, até prosseguir pelas ruas Úrsula Paulino e Itamar Teixeira, no bairro Betânia, antes de chegar à Via do Minério, em direção ao Barreiro.

Enquanto o sentido Rio do Anel Rodoviário ficou parcialmente interditado, a BHTrans deslocou os ônibus pelas ruas Úrsula Paulino, Maria Beatriz, José Jorge Fonte Boa e Paulo Piedade Campos até a Avenida Barão Homem de Melo. De lá, os veículos seguiram para a Avenida Raja Gabáglia.

A situação também forçou a BHTrans a alterar os semáforos de Belo Horizonte para garantir a fluidez do trânsito, sobretudo em vias da Região Oeste da cidade, nas proximidades dos bairros Estoril, Palmeiras, Estrela do Oriente e Buritis, esse último um dos mais populosos da cidade.

Memória: engavetamento com 18 veículos

(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 18/8/20)
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 18/8/20)

Em 19 de agosto de 2020, também na altura do bairro Betânia, uma carreta perdeu os freios no Anel Rodoviário, no Km 537. No total, outros 18 veículos sofreram danos, mas ninguém ficou ferido. O trânsito sofreu reflexos por mais de três horas, com um engarrafamento que chegou a sete quilômetros de extensão.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade