Publicidade

Estado de Minas

Templo mantém homenagens aos 150 anos de São José como patrono da Igreja

Missas presenciais serão na noite deste sábado (16) e ao longo do domingo (17)


16/01/2021 13:53 - atualizado 16/01/2021 14:01

Altar da Igreja de São José(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Altar da Igreja de São José (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
As igrejas católicas na capital e 27 cidades que compõem a Arquidiocese de Belo Horizonte continuam de portas abertas para cultos e visitação, mesmo com os decretos municipais, como ocorre em BH, permitindo o funcionamento apenas dos serviços considerados essenciais. Dessa forma, serão  mantidas as missas, neste sábado (16) e domingo (17), na Paróquia São José, no Centro de BH, para lançamento da programação oficial que celebra os 150 anos do santo, pai adotivo de Jesus, como patrono da Igreja Católica e das famílias. Por meio da carta apostólica Patris corde – Com coração de Pai", o papa Francisco convocou o Ano de São José, incluindo celebrações pelo mundo até 8 de dezembro. 

Segundo o titular da Paróquia São José, padre José Cláudio Teixeira, as missas serão  celebradas neste sábado (16) às 18h e no domingo (17) às 7h, 8h30, 10h, 11h30, 16h e 19h. Ele explicou que os fiéis devem seguir todos os protocolos sanitários determinados pelas autoridades do Ministério da Saúde e pela Arquidiocese de BH, como distanciamento social, uso de máscara e higienização das mãos com álcool em gel. 

A assessoria da Arquidiocese de BH informa  que o atual decreto do prefeito Alexandre Kalil não contempla as igrejas, daí seguirem abertas. No ano passado, os templos católicos ficaram fechados de março a junho para que as 300 paróquias se adequassem aos novos protocolos e pudessem receber os fiéis com segurança. Em Sabará, também com medidas municipais restritivas e em consonância com o Plano Minas Consciente, do governo estadual - a cidade regrediu à onda vermelha -, as igrejas seguem abertas, pois, conforme a prefeitura local, não há objeções nessa área. 

Já em Ouro Preto, na Região Central de Minas, com paróquias vinculadas à Arquidiocese de Mariana, as igrejas da sede municipal e dos 12 distritos estão fechadas desde segunda-feira para cultos e visitação. Nesse dia, entrou em vigor o decreto do prefeito Angelo Oswaldo que restringiu a cidade reconhecida como Patrimônio da Humanidade aos serviços essenciais. Devido à pandemia do novo coronavírus e ao aumento de casos da doença, Ouro Preto também regrediu à onda vermelha, no Minas Consciente. 

SÃO JOSÉ Em Belo Horizonte, onde há uma legião de devotos e um dos principais templos católicos mineiros - a centenária igreja, na Avenida Afonso Pena, no Centro -, serão muitas as homenagens ao "esposo de Maria", presenciais e transmitidas pelas redes sociais. Em 13 e 14 de fevereiro, a carta apostólica Patris corde - Com coração de pai, divulgada pelo papa Francisco, será reproduzida e distribuída "como um presente" aos paroquianos, diz o padre José Cláudio. "Estamos nos preparando para celebrar o ano de São José, mas tudo vai depender da pandemia. Se não houver condições de serem presenciais, as atividades chegarão aos fiéis no modo online. São José é um santo muito querido, e nossa igreja sempre teve muita gente vindo rezar. Neste ano em que as famílias enfrentam tantas dificuldades, celebramos o Coração de Pai." 

Geiziele Moreira, restauradora de pinturas antigas(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Geiziele Moreira, restauradora de pinturas antigas (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O pároco disse ainda que a Igreja São José, há oito anos em obras, se encontra na fase final de intervenções, e de suma importância que é o projeto contra incêndio. Assim, continua a campanha São José é 10, para conseguir os recursos  necessários ao término de todo o trabalho.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade