Publicidade

Estado de Minas CRIME

Gari é sequestrado na Região do Barreiro, em BH, e escapa da morte

Homem foi levado para um matagal e espancado. Ele seria executado, mas a polícia chegou antes


13/01/2021 16:01 - atualizado 13/01/2021 16:29

Gari estava trabalhando em uma rua da Vila Bernadete quando foi abordado por três homens e agredido(foto: Google Street View/Reprodução)
Gari estava trabalhando em uma rua da Vila Bernadete quando foi abordado por três homens e agredido (foto: Google Street View/Reprodução)
A rápida ação da Polícia Militar impediu o assassinato de um gari, de 20 anos, na Vila Bernardete, Região do Barreiro, em BH. Os três acusados, que haviam sequestrado e espancado a vítima, foram presos em flagrante quando estavam em um matagal próximo ao bairro.

 Tudo aconteceu na manhã desta quarta-feira (13/1). O gari trabalhava quando os três homens chegaram e foram agarrando a vítima e arrastando-a, ao mesmo tempo que lhe davam socos e pontapés, acusando-a de assédio sexual – teria colocado a mão nos seios de uma adolescente de 15 anos.

Um dos agressores seria o companheiro da menor e estaria ligado ao tráfico de drogas, já tendo tido passagens na polícia por esse crime.

O gari foi levado até um matagal, onde foi espancado e ameaçado de morteo. Os agressores disseram que esperavam apenas a permissão do chefe do tráfico para executar a vítima.

Moradores do bairro que presenciaram a cena chamaram a PM, que imediatamente foi para o local com duas viaturas. Os militares conseguiram localizar os quatro, efetuando as prisões.

Gari nega assédio


Ao ser resgatado, o gari disse aos policiais que apenas tinha pedido água à jovem, numa casa. Garantiu que não tinha feito nada do que o acusavam.

O agressor, segundo Boletim de Ocorrências da PM (BO), teria ameaçado a companheira, para que falasse o que ela estava fazendo com o gari, e ela teria contado essa história. Ele, então, procurou dois comparsas para tirar o fato a limpo.

O caso foi registrado na Delegacia do Barreiro. A menor foi apreendida, por ter acompanhado os agressores.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade