Publicidade

Estado de Minas

Irmãos que ameaçaram família de morte em Montes Claros são presos

Causa do crime seria a denúncia de roubo de cabos e fios telefônicos


29/12/2020 14:40 - atualizado 29/12/2020 15:13

Vista da cidade de Montes Claros(foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A Press)
Vista da cidade de Montes Claros (foto: Luiz Ribeiro/EM/D.A Press)
Uma denúncia sobre ladrões de fios e cabos telefônicos seria a causa de um atentado sofrido por uma família, um homem, de 57 anos, e dois filhos, um de 30 e uma de 32, no início da madrugada desta segunda-feira (28/12), em Montes Claros, no Norte de Minas. Os suspeitos, dois irmãos, de 27 e 34 anos, foram presos na manhã desta terça-feira (29/12).

Segundo Boletim de Ocorrências (BO) da Polícia Militar, a dupla estava em uma moto Honda CB 300R dourada e parou em frente à uma residência da Rua São Genaro. O garupa, o mais velho, desceu da moto e sacou um revólver, ameaçando as três vítimas de morte. Ao mesmo tempo, o piloto da moto acelerava o veículo na direção da mulher.
 

Pouco depois, o piloto deixou a moto, sacou um revólver e caminhou na direção do rapaz de 30 anos, encostando a arma no rosto da vítima.

Desesperado, o pai, de 57 anos, entrou na frente do revólver para proteger o filho. O agressor disparou, mas a vítima conseguiu se abaixar a tempo e a bala passou raspando em sua cabeça. Houve um início de briga, que resultou na fuga dos dois agressores na moto, em alta velocidade.

Na conversa com as vítimas, estas informaram aos policiais que o motivo da tentativa de homicídio seria o fato de terem denunciado um furto de energia (gato) por parte de um dos agressores, que resolveu se vingar.

Os policiais tomaram conhecimento que não foi a primeira vez que os autores andaram armados e ameaçaram os moradores na região. Segundo depoimento de testemunhas, esse tipo de intimidação aconteceria com frequência.

Imediatamente a PM montou uma operação de cerco e bloqueio, que resultou na localização e prisão do primeiro agressor, de 27 anos. Ele foi preso no seu trabalho.

O segundo suspeito, o irmão mais velho, foi avistado pelos policiais andando de moto, a mesma usada no atentado, na Avenida Amintas Jaques Morais, no Bairro Eldorado. Ao perceber a presença da PM,ele tentou fugir, em alta velocidade, mas foi perseguido, alcançado e preso, quando tentou se esconder numa oficina de motos no Bairro Santos Reis.

Entretanto, a arma utilizada na ameaça à família não estava com ele. O homem alegou que ela teria caído na fuga. Os policiais fizeram um rastreamento pelo caminho percorrido pelo fugitivo e localizaram a arma, um revólver calibre 38.

Os dois agressores, as armas e a motocicleta foram encaminhados para a Delegacia Regional de Montes Claros.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade