Publicidade

Estado de Minas IGREJA CATÓLICA

Papa Francisco nomeia bispos auxiliares para a Arquidiocese de BH

Anúncio foi na manhã desta quarta-feira. Posses de mineiro e cearense serão realizadas em fevereiro


23/12/2020 09:15 - atualizado 23/12/2020 09:48

Igreja da Boa Viagem, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 18/11/2020)
Igreja da Boa Viagem, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press - 18/11/2020)

Às vésperas do Natal, o papa Francisco nomeou nesta quarta-feira dois bispos auxiliares para a Arquidiocese de Belo Horizonte: os monsenhores Nivaldo dos Santos Ferreira e Júlio César Gomes Moreira.

O anúncio da nomeação foi feito durante live, transmitida em rede por diferentes mídias – TV, rádio e internet, conduzida pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizonte presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Walmor Oliveira de Azevedo, e pelo arcebispo metropolitano de Brasília, dom Paulo Cezar Costa.

Participaram da live os bispos auxiliares da Arquidiocese de BH e também os monsenhores nomeados bispos. Dom Walmor Oliveira de Azevedo, ao partilhar a sua alegria com a nomeação dos bispos auxiliares, agradeceu ao Papa Francisco. 



A ordenação episcopal de monsenhor Nivaldo dos Santos Ferreira será em 11 de fevereiro, data da celebração do centenário da Arquidiocese de Belo Horizonte, na Catedral Cristo Rei. A ordenação episcopal do monsenhor Júlio César Gomes Moreira será em 13 de fevereiro, na Catedral Nossa Senhora Aparecida.

Padre Nivaldo



Padre Nivaldo dos Santos Ferreira nasceu em Barbacena (MG), em 3 de junho de 1967, penúltimo filho de Francisco Ferreira e Nersinha Therezinha Viol Ferreira, já falecidos. Entrou no Seminário Menor de Nossa Senhora da Assunção, da Arquidiocese de Mariana (MG), aos 13 anos. Após a morte de seu pai, em outubro de 1980, ficou no seminário por mais um ano, mas voltou ao convívio familiar no final de 1981.

Ao mesmo tempo em que concluía os estudos do ensino fundamental, antigo 1º grau, em Ibertioga (MG), onde residiu com sua tia Iolanda Santa Rosa, padre Nivaldo trabalhou em uma padaria, aprendendo diversos serviços, inclusive administrativos.

Em 1984, entrou para o Seminário Menor da Congregação dos Padres Orionitas, em Belo Horizonte. Ali concluiu o ensino médio e deu início ao noviciado, mas deixou a congregação, em 1987. Na sequência, padre Nilvado frequentou curso preparatório pré-vestibular e trabalhou em uma empresa distribuidora de produtos alimentícios.

No ano seguinte, de volta à capital mineira, padre Nivaldo ingressou na primeira turma da etapa do Propedêutico da Arquidiocese de Belo Horizonte. Estudou filosofia (1989-1991) e teologia (1992-1995) na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Foi ordenado diácono no dia 27 de maio de 1995, na paróquia Santo Antônio, Bairro Jaraguá. Foi ordenado presbítero no dia 18 de maio de 1996, na paróquia São Sebastião do Barro Preto. Ambas ordenações presididas pelo cardeal Serafim Fernandes de Araújo, então arcebispo metropolitano de Belo Horizonte.

Já ordenado, iniciou mestrado na Faculdade Jesuíta. Em 2001, transferiu-se para Roma, onde concluiu o mestrado em Teologia Fundamental na Pontifícia Universidade Gregoriana.

Padre Nilvado desempenhou diversas funções em seu ministério presbiteral na arquidiocese de Belo Horizonte. Foi vigário, administrador e pároco em algumas paróquias da arquidiocese, professor no Seminário Propedêutico e no curso de Teologia da PUC-Minas. Também atuou como assessor eclesiástico da Associação de Dirigentes Cristãos de Empresas (ADCE), assessor arquidiocesano da Pastoral Familiar, vigário forâneo da Forania São José do Calafate e membro do Conselho Permanente de Formação do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus.

Atuou, de 2012 a 2018, como reitor do Seminário Arquidiocesano Coração Eucarístico de Jesus. Em seguida, assumiu a reitoria do Santuário Arquidiocesano São Judas Tadeu, no bairro da Graça, em Belo Horizonte, onde permanece até o presente momento.

O novo bispo auxiliar eleito da arquidiocese de Belo Horizonte também foi presidente da Organização dos Seminários e Institutos do Brasil no Regional Leste 2 (OSIB Leste 2), de 2009 a 2014, e da OSIB Nacional, de 2015 a 2018.

Atualmente, Padre Nivaldo atua como formador e professor de Teologia para os candidatos da Escola Diaconal São Lourenço, coordenador do Grupo de Reitores de Santuários da Arquidiocese de Belo Horizonte e vigário forâneo da 4ª Forania Nossa Senhora das Dores, da Região Episcopal Nossa Senhora da Piedade, da Arquidiocese de Belo Horizonte.


Padre Júlio



Filho de Luís Gonzaga Moreira e Maria Janete Gomes Moreira, padre Júlio nasceu em Fortaleza (CE), em 18 de março de 1972. Bacharelou-se em psicologia pela Universidade de Brasília em 1997 e em filosofia e teologia no Seminário Maior Arquidiocesano de Brasília Nossa Senhora de Fátima, em 2003. Especializou-se em Análise Existencial e Logoterapia de Viktor Frankl (2011-2012).

Foi ordenado padre da amArquidiocese de Brasília em 6 de dezembro de 2003. Atuou como titular da Paróquia São José, em Brazlândia (DF) de 2004 a 2005. Também foi formador no seminário maior Nossa Senhora de Fátima da arquidiocese de Brasília de 2006 a 2007 e no seminário propedêutico São José, de Brasília, de 2008 a 2010. De 2011 a 2015, foi reitor do seminário maior Interdiocesano São João Maria Vianney e do Seminário Propedêutico Santa Cruz, em Goiânia.

Também colaborou no Santuário do Santíssimo Sacramento, em Brasília, em 2016, e foi vigário episcopal do vicariato Centro de Brasília, no mesmo ano. Até então, vem exercendo as funções de coordenador da Comissão do Clero de Brasília (2019-2020), membro do Colégio dos Consultores e pároco da paróquia Nossa Senhora do Rosário de Fátima, Sobradinho-DF (2017-2020).


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade