Publicidade

Estado de Minas Período de chuva

Chuvas em Minas: 7 dicas do que fazer em caso de tempestade

É muito importante estar atento aos riscos que se corre nos dias mais chuvosos; confira nossas dicas para se prevenir


21/12/2020 13:28 - atualizado 21/12/2020 14:47

lmagem de BH, durante uma tempestade em fevereiro de 2020(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
lmagem de BH, durante uma tempestade em fevereiro de 2020 (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
 
 
Nesta segunda (21), o verão deu suas caras no Hemisfério Sul, trazendo muito calor para Minas Gerais. E, com o começo da estação mais quente do ano, não tem jeito: problemas tão conhecidos dos belorizontinos, como as fortes chuvas e seus alagamentos, também já começam a vir à tona.

E essa não é uma preocupação distante. Quem não se lembra dos alagamentos que atingiram tantas famílias em Belo Horizonte e outras cidades de Minas Gerais no início de 2020, causando mortes, destruições e deslizamentos de terras? As cenas de tempestade do mês de janeiro mais chuvoso da história da capital foram intensas e deixaram a população em alerta para esta época do ano.
 

 
Por isso, muito além de remediar, é importante que estejamos prevenidos. Confira sete dicas de como lidar com os problemas causados pelos alagamentos das fortes chuvas de verão:

Dica 1: ligue para a Defesa Civil

 
É de se esperar que chuvas intensas causem alagamentos e danos a obras públicas e instalações privadas, como sempre acontece em postes, muros, prédios, pontes e outras construções pela cidade. Em situações complicadas como essas, é importante consultar a maior autoridade no assunto: a Defesa Civil Municipal, que sempre orienta os cidadãos a agir corretamente em casos críticos.

Portanto, caso precise de ajuda em uma situação de risco, não pense duas vezes: 
  • ligue imediatamente para o Corpo de Bombeiros (193) 
  • ou para a Defesa Civil Municipal (199).

Dica 2: se mora em área de risco, redobre a atenção

 
Infelizmente, as chuvas, principalmente as que acontecem nesta época do ano, são um grande problema para quem mora em áreas de risco. Isso porque os moradores estão propensos a alagamentos, deslizamentos e inundações que acabam comprometendo não só o patrimônio, mas também a vida de cada um deles.
 
Portanto, de acordo com a Defesa Civil, essas pessoas devem estar sempre bem informadas quanto às condições climáticas para não serem pegas desprevenidas. E em caso de tempestade, devem colocar pertences em lugares altos para não estragar.
 
Placa localizada na Av. Teresa Cristina, um dos principais pontos de alagamento da cidade(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Placa localizada na Av. Teresa Cristina, um dos principais pontos de alagamento da cidade (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
 
 

Dica 3: cuidado com os equipamentos elétricos

 
Tempestade e energia elétrica formam uma combinação perigosa. Por isso, na hora da chuva, desligue os aparelhos elétricos e eletrônicos, a chave geral da casa e feche os registros de água e de gás. Você pode continuar usando seus aparelhos com bateria recarregável, como celular, tablet ou notebook, desde que não estejam ligados na tomada.

Dica 4: não saia do lugar

 
Na hora da tempestade, todo cuidado é pouco! Permaneça dentro de casa ou abrigado em um local seguro, sem atravessar ruas alagadas ou se arriscar no meio da chuva. Caso esteja em um local de risco, muito cuidado com buracos, bueiros sem tampa, quedas de árvores e postes, fios soltos ou qualquer outra coisa que possa te machucar. Se encontrar um cabo partido, ligue imediatamente para o Fale com a Cemig (116) e evite o contato com a água contaminada da enchente.

Dica 5: motoristas, tenham cuidado!

 

Se estiver dirigindo na hora da tempestade, diminua a velocidade e mantenha distância dos outros veículos para não causar acidentes. Além disso, siga o quanto antes para um local alto, longe de ruas que costumam alagar facilmente, e aguarde a chuva diminuir para poder voltar com segurança.

Dica 6: de olho nas crianças

 
Se crianças costumam ser agitadas naturalmente, imagina na hora de uma tempestade, não é? Por isso, muito cuidado: não deixe-as brincando nos córregos porque, além de poderem ser levadas pela água, ainda podem acabar contraindo doenças graves.

Dica 7: vamos evitar problemas?

 
Além de todas essas dicas, o básico: não jogue lixo em córregos, bueiros, ruas e terrenos baldios, mantenha calhas e canaletas limpas para evitar entupimentos e sempre pense no bem-estar coletivo. As tempestades são perigosas, mas, dessa vez, podemos (e vamos!) evitar acidentes com nossos vizinhos, amigos e parentes. A mudança está em nossas mãos!

Confira mais conteúdos sobre como cuidar da sua família e da casa durante esse período, aqui no Estado de Minas, e compartilhe as dicas com seus amigos e vizinhos!
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade