Publicidade

Estado de Minas

Homem mata primo da esposa a tiros em Brumadinho

Crime ocorreu na noite passada e o suspeito fugiu. Segundo a polícia, crime pode ter sido motivado pelo envolvimento dos homens com drogas


01/12/2020 10:44 - atualizado 01/12/2020 10:58

Vítima morreu ao chegar à UPA de Brumadinho(foto: Reprodução da internet/Google Maps)
Vítima morreu ao chegar à UPA de Brumadinho (foto: Reprodução da internet/Google Maps)


Um homem de 29 anos é procurado pela polícia suspeito de matar outro de 22 na noite dessa segunda-feira em Brumadinho, na Grande BH. O homem que morreu era primo da esposa do suspeito. Segundo a Polícia Militar (PM), informações colhidas no local dão conta de que o crime pode ter sido motivado pelo comércio de drogas.

O crime ocorreu no Bairro Progresso, por volta das 20h15. De acordo com a PM, testemunhas disseram que ele e um conhecido foram vistos conversando com a vítima, que estava sentada em um banco do lado de fora da casa onde mora. 

Em seguida, muito agitado, o suspeito entrou em casa, saiu com um objeto na mão e logo vieram os estampidos. Ele foi visto correndo em direção a uma linha férrea que passa pelo bairro. Depois, a vítima foi encontrada caída no chão e eles viram que se tratava do primo da esposa do suspeito. Ele foi atingido por tiros no tórax e em uma das mãos. O rapaz morreu ao chegar à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Brumadinho. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Betim. 

Atrás do agressor, os policiais fizeram buscas em São José do Paraopeba e Águas Claras, onde a mãe dele teria residências, mas ele não foi encontrado. Pessoas que não quiseram se identificar disseram à PM que o suspeito e a vítima tinham envolvimento com drogas, e que a venda pode ter gerado o desentendimento que acabou em homicídio. A polícia também encontrou registros criminais com o nome do suspeito. O caso foi encaminhado à Polícia Civil. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade