Publicidade

Estado de Minas LESTE DE MINAS

Usina Hidrelétrica de Aimorés começa testes com sirenes nesta terça-feira

Os testes vão prosseguir até terça-feira (26) para verificar eficiência do sistema de emergência na região do Rio Doce, incluindo Baixo Guandu (ES)


19/10/2020 18:05 - atualizado 19/10/2020 18:40

A usina hidrelétrica de Aimorés está localizada no Rio Doce, quase na divisa entre Minas e Espírito Santo(foto: Divulgação AGE)
A usina hidrelétrica de Aimorés está localizada no Rio Doce, quase na divisa entre Minas e Espírito Santo (foto: Divulgação AGE)
Os moradores de Aimorés vão ouvir, a partir de terça-feira, (20) até segunda-feira (26), uma série de toques nas sirenes instaladas na região e no munícipio de Baixo Guandu (ES). Ao todo, são 14 sirenes em Aimorés e nove em Baixo Guandu. Os testes fazem parte de uma ação preventiva relacionada ao Plano de Ação de Emergência (PAE) da Usina Hidrelétrica de Aimorés, pertencente à Aliança Geração de Energia SA, localizada na Bacia do Rio Doce.

Os testes acontecerão nos períodos diurnos (manhã ou tarde) e, de acordo com a direção da usina, não haverá necessidade de mobilização e deslocamento da população para pontos de encontro ao ouvir o toque das sirenes. Os moradores escutarão, ao longo dos dias, as sirenes sendo testadas separadamente. No dia 26, serão testadas todas ao mesmo tempo. 

Adilison Melo, coordenador da usina de Aimorés, disse que é muito importante esclarecer para a população que nenhum morador vai precisar se deslocar para algum ponto de encontro para não causar aglomeração. Ele explicou que os testes das sirenes são uma ação preventiva prevista no PAE e são realizados com frequência.

O coordenador explicou que as estruturas da usina atendem plenamente aos fatores de segurança previstos na legislação e seguem em situação normal de estabilidade, conforme Relatório da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL). A usina está classificada como de baixo risco e em condição normal de segurança. O teste será acompanhado por representantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e da equipe da Aliança Energia.

O Plano de Ação de Emergência é um documento que contém as diretrizes de como a Aliança Energia deve agir em uma situação de emergência. Os municípios localizados abaixo das barragens já possuem um sistema de alerta de prevenção contendo sirenes, placas de rota de fuga e pontos de encontro.

Em 2019, a Usina Hidrelétrica de Aimorés realizou simulados de evacuação com os moradores das cidades de Aimorés (MG) e Baixo Guandu (ES). O objetivo foi testar o sistema de alerta local e treinar a população sobre como agir em caso de emergência. Em 2020, a evacuação não será feita.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade