Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2020

Mineiro quis 'fazer justiça' a Trump com outdoor em Governador Valadares

Edson Delana, mineiro de São Geraldo da Piedade, disse que mandou instalar o outdoor para mostrar que presidente Donald Trump é querido por muitos e perseguido pela mídia


17/10/2020 09:17 - atualizado 17/10/2020 10:06

O mineiro Edson Delana está confiante na vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos(foto: Álbum/Família Delana/Divulgação)
O mineiro Edson Delana está confiante na vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos (foto: Álbum/Família Delana/Divulgação)
O outdoor de apoio à reeleição de Donald Trump a presidência dos Estados Unidos foi instalado em Governador Valadares para mostrar ao povo e à mídia brasileira que Trump é bom, o melhor e o mais injustiçado presidente americano. A afirmação é do empresário Edson Delana, 56 anos, mineiro de São Geraldo da Piedade, município a 71 quilômetros de Governador Valadares, e que mora há mais de 30 anos no Condado de Broward, na Flórida.

Delana, que tem parentes em Governador Valadares, disse que esse foi o seu único objetivo, e que mandou instalar dois cartazes em duas placas de outdoor: um na área central e outro na periferia, no Bairro Santa Rita.

Ele reclama que a mídia bate pesado em Trump por causa da pandemia do novo coronavírus e dos conflitos raciais nos Estados Unidos. “No caso da pandemia, que é mundial, a mídia distorce os fatos e tenta culpar o presidente Trump pela propagação do vírus”, comentou, lembrando que Joe Biden, os democratas e a mídia mundial usam os conflitos raciais para passar ao mundo que Trump e os republicanos não gostam de negros.

Na noite de sexta-feira (17), depois de uma reunião política em sua casa, Delana conversou com o Estado de Minas e em alguns momentos, falou como se estivesse debatendo com um oponente do partido democrata, mas de forma calma e tranquila, porque, segundo ele, para ser bem sucedido em um debate é preciso demonstrar tranquilidade e conhecimento. 

“Poucos conseguem debater comigo as questões da política e da história dos Estados Unidos, porque eu leio e pesquiso tudo. Se vierem falar mal do Trump e dos republicanos, falar que Trump não gosta de negros, eu pergunto: quem libertou os escravos nos Estados Unidos? Foi o presidente Abraham Lincoln, em 1863. E qual era o partido dele? Republicano. E de quem eram os escravos? Quem escravizava os negros? Os democratas, claro”, disse.

Grandes líderes negros da história recente dos Estados Unidos, como o reverendo Jesse Jackson, eram fãs de Donald Trump, segundo Delana. “Eram fãs dele e homenagearam ele, quando Trump era conhecido como um empresário bem sucedido. Depois que ele se elegeu presidente, todos se viraram contra ele”, reclamou.
 
Para Delana, a mídia não noticia que os democratas estão gastando rios de dinheiro na campanha eleitoral. Também não noticia que os democratas são contra a vida. "Se por acaso o Biden vencer as eleições, no dia seguinte à sua posse, ele vai liberar milhões para financiar os abortos, pode escrever isso aí". 

Sobre a frase aplicada no outdoor, "sou direita, sou conservador", Delana disse que isso significa apoio não apenas a Trump, mas também ao presidente Jair Bolsonaro, e que os dois presidentes são perseguidos pela mídia. “O Bolsonaro tem feito um governo extraordinário no Brasil. Quando ele veio aqui nos Estados Unidos eu me encontrei com ele, conversamos, fiz fotos com ele. É uma pessoa simples e humilde, mas o que ele faz de bom, assim, como o presidente Trump, a mídia não mostra. Olha só o belo trabalho do homem do asfalto, o ministro Tarcísio”, disse, se referindo à pavimentação asfáltica nas rodovias brasileiras feitas sob o comando do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes.  

Sobre as críticas dos internautas nas redes sociais ao outdoor de apoio a Trump, que ele mandou fazer e instalar em Valadares, o empresário disse: “Não posso fazer nada. Nem Jesus Cristo agradou a todos. E olha que ainda mataram Jesus, crucificado”. Delana disse também que ninguém deve sentir vergonha da mensagem do outdoor nem dos imigrantes que estão nos Estados Unidos, porque todos trabalham honestamente e vivem em uma terra abençoada.

Ele acredita que Trump vai vencer as eleições 2020 e se reeleger presidente dos Estados Unidos. “Só não ganha se Deus não quiser”, disse. Delana está confiante e diz que o eleitorado da Flórida vai fazer a diferença. “Tenho muitos amigos que votarão aqui pela primeira vez. E votarão em Trump!”


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade