Publicidade

Estado de Minas PRISÃO

Vice-prefeito de Perdizes e funcionários da prefeitura são presos em operação para coibir crimes eleitorais

Eles são suspeitos de envolvimento em um esquema de coação de funcionários públicos e fornecimento de materiais de construção a eleitores em troca de voto


16/10/2020 08:52 - atualizado 16/10/2020 09:11

(foto: Polícia Civil/Divulgação)
(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Vinícius de Figueiredo Barreto, vice-prefeito de Perdizes, no Triângulo Mineiro, e outros dois funcionários da prefeitura foram presos na manhã desta sexta-feira (16), durante a operação 'Voto de Cabresto', realizada pela Polícia Civil do município, em conjunto com Ministério Público Eleitoral do estado. Eles são suspeitos de envolvimento em um esquema que praticava diversos crimes eleitorais.

Segundo a PC, as investigações mostram que o grupo coagia e induzia outros servidores, principalmente os funcionários comissionados, a votarem na candidatura do atual vice-prefeito ao cargo de mandatário da cidade. Eles também são suspeitos de fornecer materiais de construção, como tijolos, cimento, areia, telhas e portas, para eleitores em troca de voto. 

Também de acordo com a PC, eles ainda teriam utilizado de poder econômico e de influência política para ocultar provas e dificultar as investigações.

Além dos mandados de prisão, foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão, incluindo buscas na casa de dois vereadores de Perdizes. Foram apreendidos documentos, dinheiro, aparelhos celulares e computadores.

Buscas também foram feitas na Prefeitura Municipal e na Câmara Municipal de Perdizes e em dois estabelecimentos comerciais


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade