Publicidade

Estado de Minas DEPENDÊNCIA QUÍMICA

Jovem agride o avô por causa de R$ 10 em Uberaba

Segundo registro da PM, o suspeito da agressão é dependente químico e agrediu fisicamente o seu avô porque o mesmo se negou a dar o dinheiro


15/10/2020 16:24 - atualizado 15/10/2020 16:54

O jovem foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Uberaba, onde prestou depoimento ao delegado de plantão(foto: PMMG/Divulgação)
O jovem foi levado para a Delegacia de Polícia Civil de Uberaba, onde prestou depoimento ao delegado de plantão (foto: PMMG/Divulgação)
Um jovem de 20 anos agrediu fisicamente o avô, de 69 anos, por causa de R$ 10. O fato, registrado como lesão corporal consumada, segundo boletim de ocorrência (BO) da Polícia Militar (PM), aconteceu nesta quarta-feira (14), em uma residência do Bairro Pacaembu, em Uberaba. Neste local, a vítima se recusou a dar a quantia para o neto, que disse que precisava do dinheiro para comprar maconha.
 

Antes da agressão, o idoso contou aos militares que seu neto, que é dependente químico, chegou em sua casa agitado, pedindo os R$ 10 de forma descontrolada. Em seguida, o idoso disse que não iria dar o dinheiro e, diante da negativa, o jovem ficou inconformado e iniciou a agressão ao seu o avô com um soco em suas costas.
 
Ainda conforme o BO da PM, para se defender das agressões do neto, a vítima pegou uma pá e o acertou no braço. Depois, ambos caíram ao solo em luta corporal, sendo que, ao final, o jovem acabou se lesionando superficialmente na testa e nos joelhos. Após passar por atendimento médico, ele foi encaminhado para a Delegacia de Plantão.

Dependente químico

O psiquiatra Celso Peito lembra que o abuso de bebidas alcoólicas e outras drogas dão uma euforia inicial, mas passado o efeito da substância pode ocorrer o surgimento de sintomas depressivos, entre outros transtornos mentais, como o bipolar e o pânico. “Os dependentes químicos procuram nas drogas o alívio para o seu sofrimento emocional e para sintomas como tristeza, desesperança e falta de energia. A psiquiatria do uso de álcool e drogas usa técnicas psicossociais para aumentar a motivação, auxilia na resolução de problemas ambientais e situações difíceis e também ajuda na busca do apoio de familiares e amigos”, considerou.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade