Publicidade

Estado de Minas Feriadão

Rodovias estaduais registram mais de 120 acidentes com vítimas em Minas

Operação da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) teve reforço na fiscalização de crimes nas estradas


13/10/2020 16:50 - atualizado 13/10/2020 20:14

No domingo, uma batida entre caminhão e moto deixou um morto na MG-155, em Betim(foto: Corpo de Bombeiros)
No domingo, uma batida entre caminhão e moto deixou um morto na MG-155, em Betim (foto: Corpo de Bombeiros)

feriado de 12 de outubro, data consagrada à padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e também Dia das Crianças, foi violento nas estradas. Colado no fim de semana, a Polícia Militar Rodoviária (PMRv) de Minas Gerais registrou 122 acidentes com vítima de sexta-feira (9) a segunda-feira (12).

Durante a “Operação Padroeira do Brasil” houve reforço do efetivo operacional, com emprego do efetivo administrativo. No decorrer das ações e operações policiais, oito armas foram apreendidas, 864 pessoas foram detidas por estarem inabilitadas e 104 pegas pela Lei Seca. Confira os números detalhados a seguir:

  • Acidentes com vítima: 122
  • Acidentes sem vítima: 49
  • Armas apreendidas: 8
  • Inabilitados: 864
  • Lei Seca: 104
  • Prisão por roubo: 1
  • Mandados de prisão cumpridos: 11
  • CNH recolhidas: 377
  • Veículos recuperados com prisão: 7
  • Ocorrências de tráfico de drogas: 11
  • Ocorrências de posse de drogas para uso/consumo: 159
  • Veículos removidos: 447
  • Testes de etilômetro: 4617
  • Autuações com abordagem: 5.594
  • Pessoas abordadas: 31.420
  • Veículos fiscalizados: 27.155

De acordo com a PMRv, foram empregados mais de 900 militares e 450 viaturas com objetivo de diminuição do número de acidentes de trânsitos e repressão ao crimes nas rodovias estaduais e federais. No entanto, não há comparativo com o ano de 2019, considerando que o mesmo feriado naquele ano foi comemorado em um sábado.

Para o major Douglas Guimarães Lima, assessor de comunicação organizacional da Polícia Militar Rodoviária de Minas, a tendência é que o número de acidentes seja menor em relação às ocorrências criminais por causa de uma mudança no método de fiscalização.

“É uma questão de gerência interna da PMRv. Esse ano, todos os nossos resultados são positivos, pois o número de acidentes tem caído. No início do ano, teve o isolamento social com a pandemia. Agora, mesmo voltando ao normal, percebemos redução no número de acidentes. Isso se dá devido a maior presença da polícia nas rodovias. Hoje, durante as operações, atuamos com uma primeira análise criminal e depois passa-se para fiscalização de trânsito propriamente dita. Agora, além do trânsito, há uma atenção no mesmo nível de exigência com relação aos crimes”, analisa o policial.

Ainda segundo major Douglas, a tendência histórica é de que 90% dos acidentes ocorrem pelo fator humano. “Imprudência, negligência, imperícia, excesso de velocidade, consumo de álcool, cortar pelo acostamento, são campeões”, disse.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade