Publicidade

Estado de Minas SUL DE MINAS

Família de adolescente acusa agentes penitenciários de agressão em Campo Belo

Vídeo que mostra supostas agressões circulou nas redes sociais; confusão teria acontecido após ataque a uma cervejaria da cidade


29/09/2020 14:51 - atualizado 29/09/2020 15:14

Abordagem aconteceu em frente a casa da avó do menor(foto: Diário Campo Belo/divulgação)
Abordagem aconteceu em frente a casa da avó do menor (foto: Diário Campo Belo/divulgação)
A família de um adolescente de Campo Belo, no Sul de Minas, acusa agentes penitenciários de agressão. Um vídeo que mostra supostas agressões está circulando nas redes sociais.  O caso aconteceu na noite do último domingo (27), mas as imagens foram divulgadas nesta terça-feira (29).

 

Supostas agressões foram flagradas por vídeo que circulou nas redes sociais(foto: Redes Sociais)
Supostas agressões foram flagradas por vídeo que circulou nas redes sociais (foto: Redes Sociais)
De acordo com a mãe do menor de 16 anos, as imagens foram gravadas no Bairro Vila São Jorge. “Ele estava sentado na calçada da casa da avó, junto com o primo, quando um carro estranho se aproximou”, diz mãe do menor.

 

Agressões teriam acontecido em resposta ao ataque em uma cervejaria(foto: Redes Sociais)
Agressões teriam acontecido em resposta ao ataque em uma cervejaria (foto: Redes Sociais)
A agressão teria acontecido após um ataque a uma cervejaria da cidade, que pertence a um agente penitenciário. Segundo a mãe do menor agredido, o filho não tem envolvimento com o ataque. “Meu filho é um menino ótimo, trabalhador, do bem”, afirma.

 

Por telefone, o menor contou que, quando o carro se aproximou, o primo dele correu para dentro de casa. “Os agentes desceram e começaram a gritar comigo. Levantei a mão e falei que não tinha nada com isso. Mas eles começaram a dar murro na minha cara, quando um dos agentes me acusou de ter feito algo”, explica menor.

 

O adolescente foi levado para o Pronto Atendimento da cidade. A família pede justiça. “Meu filho não tem antecedentes e não se justificam as agressões. Ele não teve lesão grave, mas está com hematomas pelo corpo”, ressalta mulher.

 

De acordo com a Polícia Civil, o atentado na cervejaria que pertence ao agente penitenciário foi registrado e o caso está sendo investigado. “Ainda não identificamos os envolvidos, não sabemos se são menores”, diz polícia.

 

Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), informou que o suposto envolvimento de policiais penais no vídeo citado está sendo apurado. “A Sejusp ressalta que não compactua com quaisquer desvios de conduta por parte de seus servidores”, completa.  
-->
-->

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade