Publicidade

Estado de Minas Tráfico de drogas

Campos de várzea se transformam em pontos de venda de drogas

Homem contou aos policiais que adquiriu a maconha e a cocaína depois de ver anúncio no WhatsApp


02/09/2020 16:39 - atualizado 02/09/2020 17:08

Campos de várzea abandonados estão sendo usados como pontos de tráfico de drogas em BH(foto: Divulgação/ Polícia Militar)
Campos de várzea abandonados estão sendo usados como pontos de tráfico de drogas em BH (foto: Divulgação/ Polícia Militar)
O desprezo, por parte de políticos, pelo esporte, vem trazendo graves consequências, em especial nos campos de futebol de várzea de Belo Horizonte. Esses locais estão sendo utilizados como pontos de venda de drogas. Há quatro meses, um traficante foi flagrado no campo do Riviera. Na madrugada desta quarta-feira, F.B.S. foi preso, além de uma apreensão drogas em um campo da Rua Padre Argemiro Moreira, no Bairro Beira Linha, próximo ao São Gabriel.

A guarnição do sargento Raiderick fazia uma ronda pelo bairro, quando ao chegar ao campinho, como o local é conhecido, viu um homem em atitude suspeita. Ao ver a viatura, o homem jogou uma sacola dentro de uma canaleta e saiu caminhando.

Os policiais decidiram, então, pela abordagem. Nas buscas. nada foi encontrado com F.B.S., apenas R$ 20 no bolso. Decidiram, então, voltar até o campinho e lá, na canaleta, encontraram a sacola com 291 buchas de maconha e 32 pinos de cocaína.

Os policiais tentaram identificar onde o homem tinha comprado a droga. Ele disse que tinha adquirido um tablete de um quilo de maconha por R$ 600, próximo a um supermercado no Bairro Paulo VI, depois de ver um anúncio pelo WhatsApp, mas que não conhecia os fornecedores.
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade